sexta-feira, 23 de outubro de 2020

Prédio da administração da BM em Porto Alegre é interditado por falhas estruturais

 Serviços presenciais do Departamento Administrativo estão suspensos até 9 de novembro


Desde a noite desta quinta-feira, o prédio do Departamento Administrativo (DA) da Brigada Militar, na rua dos Andradas, nº 482, no Centro Histórico de Porto Alegre, está interditado. Por conta do surgimento de falhas estruturais, a própria instituição decidiu pela suspensão temporária das atividades no local. Em razão disso, os serviços presenciais da Central de Atendimento ao Público (CAP) do DA, estão suspenso até o dia 9 de novembro.

Segundo o chefe da Comunicação Social (PM5) da BM, tenente-coronel Cilon Freitas da Silva, um laudo técnico de inspeção foi solicitado pelo Comando-Geral da Corporação após observação de servidores que trabalham no local, ao lado do prédio histórico que abriga o Museu da BM e o QG. “Eles perceberam que havia anomalias em algumas estruturas por causa da passagem de tempo e notificaram o comando, que prontamente atendeu o pedido e contratou uma empresa especializada para analisar a situação”, explicou.

Com a confirmação do laudo, a BM decidiu não utilizar as dependências até realizar uma reforma.
O Departamento Administrativo é órgão de apoio da Brigada Militar e possui como missão o planejamento, controle, auditoria e execução das atividades financeiro-orçamentário contábeis, além da gestão do pessoal ativo e inativo na corporação. O setor trata de assuntos como o ingresso do policial, sua vida funcional, alterações, assentamentos, vantagens, direitos e proteção social.

Não foi preciso realizar a desocupação do prédio. A BM está providenciando a realocação do DA e de outros setores da Corporação que funcionam no local para outros prédios do Estado. As definições de locação dos setores não foram divulgadas, assim como não foi permitida fazer fotos das estruturas internas. A Corporação informou que “esta situação temporária não trará prejuízos à prestação dos serviços para a população e garantirá a segurança de todos que trabalham ou circulam pelo prédio do DA”.

Com quatro pavimentos, o local tem em torno de 250 policiais militares trabalhando diariamente. Mais uma média de 60 pessoas em atendimentos por dia. Os agendamentos da CAP serão remarcados assim que as atividades presenciais forem retomadas. Renovação da carteira de identidade funcional, certificado de registro de arma de fogo, isenção de imposto de renda, inativações e ressarcimentos são alguns dos serviços que serão prestados pela central.


Correio do Povo

Nenhum comentário:

Postar um comentário