sábado, 24 de outubro de 2020

Boca Juniors leva vantagem nas disputas sul-americanas contra o Inter

 Colorado tem três vitórias contra duas dos argentinos em seis partidas pela Copa Sul-Americana



O Inter irá enfrentar o Boca Juniors-ARG nas oitavas de final da Libertadores da América e as duas agremiações já se enfrentaram três vezes em competições continentais. Todas na Copa Sul-Americana. Em duas oportunidades, o hexacampeão da competição passou pelo Colorado. O time gaúcho superou os argentinos no último encontro, em 2008.

Apesar dos resultados ruins nas disputas sul-americanas, o Inter leva vantagem nas vitórias. São três em seis jogos, além de duas derrotas e um empate.

O primeiro confronto oficial entre os dois clubes ocorreu no dia 24 de novembro de 2004 e terminou com 4 a 2 para o Boca, na Bombonera. Rafael Sóbis e Diego marcaram para a equipe do técnico Muricy Ramalho. Na volta, empate em 0 a 0, no Beira-Rio, e desclassificação na semifinal da Sul-Americana.

No ano seguinte, nas quartas de final, o Inter venceu o Boca, por 1 a 0, no Beira-Rio, com gol de Fernandão, no último minuto da partida. Porém, na decisão da vaga, nova goleada para os argentinos, 4 a 1, em Buenos Aires. Novamente Sóbis marcou o tento colorado.

No último encontro entre Inter e Boca, os resultados foram diferentes. Em 2008, o Colorado venceu os dois jogos das quartas de final da Sul-Americana e, posteriormente, conquistou o título da competição sobre o Estudiantes. Na ida, no Beira-Rio, 2 a 0 sobre um time reserva dos argentinos, com gols de Alex.

Na volta, na Bombonera, o time de Tite voltou a vencer. Magrão e Alex marcaram os gols e Edinho cometeu pênalti em Dátolo, que posteriormente, atuou no Inter. Riquelme marcou na cobrança.

O Boca Juniors foi fundado em 1905 e é um dos clubes mais tradicionais do continente. Além dos seis títulos da Libertadores, o clube argentino é três vezes campeão da Copa Intercontinental, duas da Sul-Americana e 34 vezes do Campeonato Argentino.

Os jogos de ida ocorrerão no período entre 24 e 26 de novembro, com o jogo disputado no Beira-Rio. E a definição da vaga, entre os dias 1 e 3 de dezembro, na Bombonera.

O Inter irá enfrentar o Boca Juniors-ARG nas oitavas de final da Libertadores da América e as duas agremiações já se enfrentaram três vezes em competições continentais. Todas na Copa Sul-Americana. Em duas oportunidades, o hexacampeão da competição passou pelo Colorado. O time gaúcho superou os argentinos no último encontro, em 2008.

Apesar dos resultados ruins nas disputas sul-americanas, o Inter leva vantagem nas vitórias. São três em seis jogos, além de duas derrotas e um empate.

O primeiro confronto oficial entre os dois clubes ocorreu no dia 24 de novembro de 2004 e terminou com 4 a 2 para o Boca, na Bombonera. Rafael Sóbis e Diego marcaram para a equipe do técnico Muricy Ramalho. Na volta, empate em 0 a 0, no Beira-Rio, e desclassificação na semifinal da Sul-Americana.

No ano seguinte, nas quartas de final, o Inter venceu o Boca, por 1 a 0, no Beira-Rio, com gol de Fernandão, no último minuto da partida. Porém, na decisão da vaga, nova goleada para os argentinos, 4 a 1, em Buenos Aires. Novamente Sóbis marcou o tento colorado.

No último encontro entre Inter e Boca, os resultados foram diferentes. Em 2008, o Colorado venceu os dois jogos das quartas de final da Sul-Americana e, posteriormente, conquistou o título da competição sobre o Estudiantes. Na ida, no Beira-Rio, 2 a 0 sobre um time reserva dos argentinos, com gols de Alex.

Na volta, na Bombonera, o time de Tite voltou a vencer. Magrão e Alex marcaram os gols e Edinho cometeu pênalti em Dátolo, que posteriormente, atuou no Inter. Riquelme marcou na cobrança.

O Boca Juniors foi fundado em 1905 e é um dos clubes mais tradicionais do continente. Além dos seis títulos da Libertadores, o clube argentino é três vezes campeão da Copa Intercontinental, duas da Sul-Americana e 34 vezes do Campeonato Argentino.

Os jogos de ida ocorrerão no período entre 24 e 26 de novembro, com o jogo disputado no Beira-Rio. E a definição da vaga, entre os dias 1 e 3 de dezembro, na Bombonera.


Correio do Povo

Nenhum comentário:

Postar um comentário