quarta-feira, 9 de novembro de 2022

Filho de Flordelis evita ficar frente a frente com réus e presta depoimento por videoconferência

 Em depoimento, Luan disse que quem não concordasse com a ex-deputada federal era tratado como "não aliado"



Um dos filhos afetivos da ex-deputada federal Flordelis, Alexsander Felipe Matos Mendes, conhecido como Luan, foi a segunda testemunha a prestar depoimento ao Tribunal do Júri de Niterói, região metropolitana do Rio, nesta terça-feira (8). Mesmo presente no fórum, ele não quis ficar frente a frente com os réus acusados da morte do pastor Anderson do Carmo e falou por videoconferência. 

De acordo com informações da Record TV Rio, Luan sabia do plano para matar o pastor Anderson, mas não concordou. E, por isso, Flordelis ofereceu dinheiro a ele, além de passagens para ir aos Estados Unidos acompanhado da família. 

Ele disse que quem não concordasse com Flordelis era tratado como "não aliado".

segundo dia de julgamento começou tumultuado. A sessão teve início com atraso de mais um hora porque um dos réus não teria chegado no horário marcado porque foi esquecido pelos agentes penitenciários. 

À tarde, um alarme que seria de incêndio disparou acidentalmente e provocou a saída da sala de pessoas que acompanhavam o julgamento. 

Por volta das 19h, estava sendo ouvida pela juíza Nearis do Santos a terceira testemunha de acusação: outro filho afetivo de Flordelis, Misael. 

O primeiro a falar, hoje, foi um policial que acompanhou as investigações do caso do pastor Anderson do Carmo, morto a tiros na porta de casa, em Niterói, em 2019. Thiago Vaz Souza afirmou que dentro da residência havia uma divisão da família, como se fossem facções.

R7 e Correio do Povo

Nenhum comentário:

Postar um comentário