quarta-feira, 9 de novembro de 2022

Meta prepara demissões em massa, Zuckerberg diz que é responsável por erros

 Desligamentos devem começar nesta quarta-feira

Meta prepara demissões em massa, Zuckerberg diz que é responsável por erros 

Meta começará a demitir funcionários na manhã desta quarta-feira disse o presidente-executivo Mark Zuckerberg a centenas de executivos nesta terça-feira. Espera-se que os próximos cortes totalizem milhares de funcionários e provavelmente serão os maiores do ano até o momento no setor de tecnologia.

Zuckerberg parecia abatido na reunião de terça-feira e disse que era responsável pelos erros da empresa e que seu excesso de otimismo sobre o crescimento levou ao excesso de pessoal, segundo fontes familiarizadas com a reunião. A chefe de recursos humanos da Meta, Lori Goler, disse ao grupo que os funcionários que perderem seus empregos receberão pelo menos quatro meses de salário como indenização, segundo pessoas familiarizadas.

Zuckerberg descreveu cortes amplos e mencionou especificamente as equipes de recrutamento e de negócios como aquelas que enfrentam demissões. Um anúncio interno geral dos planos de demissão da empresa é esperado por volta das 8h, horário de Brasília, da quarta-feira, com os funcionários específicos perdendo seus empregos informados ao longo da manhã. Após a reunião, os diretores da empresa em várias seções da organização começaram a notificar seus subordinados sobre cortes e reorganizações.

As ações da Meta caíram mais de 70% este ano. A empresa destacou a deterioração das tendências macroeconômicas, mas os investidores também ficaram assustados com seus gastos e ameaças ao principal negócio de mídia social da empresa. O crescimento desse negócio em muitos mercados estagnou em meio à forte concorrência do TikTok, e a exigência da Apple de que os usuários optem pelo rastreamento de seus dispositivos reduziu a capacidade das plataformas de mídia social de segmentar anúncios.

Agência Estado e Correio do Povo

Nenhum comentário:

Postar um comentário