terça-feira, 24 de maio de 2022

RS: Mourão lidera para Senado e Leite para governo, indica pesquisa

 Tucano, porém, não se diz pré-candidato ao Palácio Piratini. No cenário sem Leite, o Paraná Pesquisas aponta Onyx Lorenzoni na liderança


O cenário eleitoral no Rio Grande do Sul ainda está bem indefinido, indica levantamento de intenção de voto para Senado e governo do estado divulgado pelo Instituto Paraná Pesquisas nesta segunda-feira (23/5). Na pesquisa espontânea para o governo estadual, 85,7% dos entrevistados responderam ainda não saber em quem vão votar, e outros 5,9% disseram que vão votar branco ou nulo.

O primeiro nome a aparecer na consulta sem apresentação de lista é o do ex-ministro Onyx Lorenzoni (PL), que somou 2,4% das intenções de voto, seguido por Edegar Pretto (PT), com 1,2%, e Luiz Carlos Heinze (PP), com 0,8%.

Já na pesquisa estimulada, o ex-governador Eduardo Leite (PSDB) lidera no cenário em que seu nome foi incluído, com 27,3% das intenções de voto. Lorenzoni aparece em segundo, com 19,2%; Beto Albuquerque (PSB), que tem 9,5%; Heinze, que alcançou 6,9%; e Pretto, que ficou com 4%. Brancos e nulos ficaram com 12%; e 11% disseram não saber ainda em quem votar.

Leite, porém, ainda não definiu o destino político após ficar para trás nas articulações nacionais do PSDB.

No cenário estimulado sem a presença do ex-governador, Lorenzoni lidera com 21,9%, seguido por Albuquerque (12,3%); Heinze (7,8%); pelo candidato à reeleição, Ranolfo Vieira Júnior (PSDB), que teve 5,9%; por Pedro Ruas, do PSol, (4,9%); Romildo Bolzan (4,7%); e Pretto (4,3%). Brancos e nulos ficaram em 19,4%; e 14,9% não sabem ou não responderam.

Presidente do Grêmio, Bolzan já disse que não pretende mais concorrer ao Palácio do Piratini.


Metrópoles

Nenhum comentário:

Postar um comentário