terça-feira, 24 de maio de 2022

INSS retoma perícias após fim da greve de médicos; paralisação foi de quase dois meses

 


Postos do INSS retomaram, nesta segunda-feira (23), as perícias após o fim da greve dos médicos. A paralisação durou 52 dias.

A Associação Nacional de Médicos-peritos e o Ministério do Trabalho e Previdência firmaram acordo na última sexta (20). Alguns pleitos já foram atendidos, e outros serão cumpridos nos próximos dias. O movimento reivindicava reajuste salarial, revisão de benefícios e ajustes no plano de carreira.

Segundo a classe, durante o período de greve foram cerca de 600 mil perícias remarcadas no Brasil.

Tudo isso será remarcado. A auxiliar de expedição Sabrina Dagmar estava nesta manhã na fila do posto do INSS da Praça da Bandeira, na Zona Norte do Rio. A perícia dela, marcada para 22 de abril, ficou para esta segunda-feira.

13º salário

O INSS começa a pagar nesta quarta-feira (25) a segunda parcela do 13º salário para aposentados e pensionistas.

Os aposentados e pensionistas terão a liberação dos pagamentos desta data até 7 de junho. Os pagamentos serão feitos junto com os benefícios referentes a maio.

De acordo com o órgão, mais de 31 milhões de segurados receberam a primeira parcela.

O decreto com a antecipação do benefício foi assinado em março. Este é o 3º ano seguido em que os segurados do INSS recebem o 13º antes das datas tradicionais, em agosto e dezembro.

O valor da segunda parcela corresponde a metade do valor do beneficio mensal. Desta parcela, no entanto, será descontado o Imposto de Renda para os trabalhadores que têm que pagar o tributo.

Atualmente, são mais de 36 milhões de pessoas com direitos a benefícios do INSS no País – mais de 60% recebem um salário mínimo.

Para quem ganha o benefício no valor do salário mínimo, o piso nacional passou para R$ 1.212 desde 1º de janeiro. Por lei, aposentadorias, auxílio-doença, auxílio-reclusão e pensão por morte pagas pelo INSS não podem ser inferiores a 1 salário mínimo.

Já os aposentados e pensionistas que recebem benefícios acima do salário mínimo tiveram reajuste de 10,16% na remuneração — o teto dos benefícios do INSS passou de R$ 6.433,57 para R$ 7.087,22.

Veja a seguir como consultar os benefícios:

— Uma maneira simples de fazer a consulta dos benefícios do INSS é através da central de atendimento por telefone, no número 135. Ao ligar, informe o número do CPF e confirme algumas informações cadastrais, de forma a evitar fraudes. O atendimento está disponível de segunda a sábado, das 7h às 22h;

— O segurado pode acessar o site Meu INSS, que reúne diversos serviços digitais do INSS. Após fazer o login, na tela inicial, clique no serviço de “Extrato de Pagamento” e você terá acesso ao seu extrato e todos os detalhes sobre o pagamento do benefício;

— A consulta do benefício também pode ser feita pelo aplicativo Meu INSS, disponível para download para Android e iOS. Assim como no acesso pelo site, de início, é necessário fazer o login, e então, todos os serviços disponíveis e histórico das informações do beneficiário serão listados.

O Sul

Nenhum comentário:

Postar um comentário