quinta-feira, 19 de agosto de 2021

Ciro Nogueira pede que Fux remarque reunião entre Poderes com Bolsonaro

 Presidente do STF disse que pode reavaliar questão


O presidente do Supremo Tribunal Federal (STF), Luiz Fux, se reuniu nesta quarta-feira com o ministro da Casa Civil, Ciro Nogueira. No encontro, o chefe da pasta pediu ao ministro que seja remarcada a reunião entre os Poderes, especialmente com o presidente Jair Bolsonaro. Fux disse que pode reavaliar a questão.

Os dois se encontraram por cerca de 30 minutos em Brasília. A “visita de cortesia” havia sido pedida por Nogueira após a posse na Casa Civil – o ministro assumiu com a missão de melhorar a articulação com o Congresso Nacional e arrefecer os ânimos com o Judiciário.

No encontro, os dois conversaram sobre a importância do diálogo entre os Poderes. Fux vinha articulando um encontro com Bolsonaro mas, em resposta aos ataques do presidente a ministros da Suprema Corte, cancelou a agenda e disse que não existe diálogo sem respeito mútuo.

Bolsonaro vem subindo o tom contra os ministros Alexandre de Moraes e Luís Roberto Barroso, que também preside o Tribunal Superior Eleitoral (TSE). No início da semana, ele prometeu levar ao Senado pedido de abertura de impeachment contra ambos alegando que cometeram excessos em algumas decisões. O presidente cita a prisão de Roberto Jefferson, presidente do PTB, e o impedimento da nomeação de Alexandre Ramagem como diretor-geral da Polícia Federal.

Mais cedo, Fux também se encontrou com o presidente do Senado, Rodrigo Pacheco (DEM-MG), que disse que pedidos de impeachment não podem ser banalizados e sinalizou, por ora, que não deve pautar a matéria.

Em Natal, Bolsonaro voltou a citar a atuação do Supremo, nesta quarta, afirmando que sabia que “um ou outro” na Corte podia “atrapalhar” o governo. Ele também disse que a nomeação de um pastor evangélico como ministro – em referência ao atual advogado-geral da União, André Mendonça – vai melhorar o tribunal. O presidente, por outro lado, afirmou estar tendo “um bom retorno” do Congresso Nacional.

Ao discursar em evento da igreja Assembleia de Deus no Pará, Bolsonaro disse acreditar que aos poucos o STF vai mudar. “Tenho conversado muito com o pastor André Mendonça, porque a vida dele também vai mudar. Decisões difíceis ele tomará”, disse Bolsonaro. Ele também repetiu que combinou com Mendonça que abra a primeira sessão do STF, todas as semanas, com uma oração.


R7 e Correio do Povo

Nenhum comentário:

Postar um comentário