segunda-feira, 23 de maio de 2022

Morre prefeito paraguaio que sofreu atentado a tiros

 Ataque foi feito por desconhecidos que interceptaram José Carlos Acevedo em frente à sede da Prefeitura



O prefeito da cidade de Pedro Juan Caballero, no leste do Paraguai, José Carlos Acevedo, morreu depois de lutar por sua vida durante cinco dias após um atentado a tiros que sofreu na última terça-feira (17), informaram neste domingo (22) a imprensa local e familiares do político.

A morte de Acevedo, 51 anos, ocorreu ontem à noite, horas após a equipe médica confirmar sua "morte cerebral". Na madrugada deste domingo, o corpo do prefeito foi transferido para a sede da Prefeitura, onde está sendo velado por familiares e amigos consternados.

Acevedo, do Partido Liberal Radical Autêntico (PLRA), da oposição, foi atacado por desconhecidos que viajavam em um carro e o interceptaram em frente à sede da Prefeitura, quando aparentemente andava, sem escolta, em direção ao seu carro.

O veículo supostamente usado pelos criminosos foi encontrado em chamas logo após o ataque nos arredores de Pedro Juan Caballero, cidade que faz fronteira com Mato Grosso do Sul. O ataque contra o prefeito ocorreu uma semana após o assassinato na Colômbia do promotor paraguaio Marcelo Pecci.

Acevedo, segundo laudos médicos, foi baleado sete vezes, com quatro balas atingindo seu pescoço e o restante em ambos os braços. A família Acevedo, tradicionalmente ligada à política de Amambay, sofreu vários ataques nos últimos anos.

O mais recente teve como alvo a sobrinha de José Carlos Acevedo, Haylee, filha do governador de Amambay e irmão do prefeito, Ronald Acevedo. A jovem morreu em um ataque em outubro de 2021, no qual mais três pessoas também perderam a vida.

R7 e Correio do Povo

Nenhum comentário:

Postar um comentário