sábado, 28 de maio de 2022

Aneel mantém conta de luz na bandeira verde em junho, sem cobrança de tarifa adicional

 Taxa extra de R$ 14,20 por 100 kWh consumidos foi cobrada entre setembro de 2021 e 15 de abril, por causa da escassez hídrica



A Agência Nacional de Energia Elétrica (Aneel) anunciou nesta sexta-feira, 27, que manterá a bandeira verde acionada em junho para todos os consumidores do país. Com a decisão, as contas de luz seguem sem cobrança adicional no próximo mês.

Em nota, a agência informou que a bandeira verde indica "condições favoráveis de geração de energia". A tendência, de acordo com agentes do setor elétrico, é que o patamar seja mantido nos próximos meses.

A bandeira verde está em vigor desde 16 de abril. De setembro de 2021 a 15 de abril, os consumidores pagaram um adicional de R$ 14,20 por 100 quilowatt-hora (kWh) consumidos, referente a bandeira escassez hídrica. O patamar foi criado no ano passado devido à grave escassez nos principais reservatórios.

O sistema de bandeiras tarifárias foi criado em 2015 para indicar aos consumidores os custos da geração de energia no país, e atenuar os reajustes das tarifas e o impacto nos orçamentos das distribuidoras de energia.

A bandeira verde, aplicada quando não há cobrança adicional, significa que o custo da produção de energia está baixo. Já as bandeiras amarela e vermelha 1 e 2 representam um aumento no custo da geração, e a necessidade de acionar as usinas térmicas. Todo esse ciclo está ligado, principalmente, ao volume de água nos reservatórios das usinas hidrelétricas e à quantidade de chuvas.

R7 e Correio do Povo

Nenhum comentário:

Postar um comentário