terça-feira, 10 de agosto de 2021

OLX deve entregar dados de usuário que praticou golpe em venda no site

 Muitas vezes, o objetivo de golpistas é clonar anúncios reais e receber o pagamento do comprador interessado pelo veículo, segundo informa a OLX.

 

O juiz de Direito Reinaldo Moura de Souza, de Votuporanga/SP, determinou que a OLX, empresa de comércio eletrônico, entregue dados de usuário que aplicou golpe na venda de um carro. A empresa deverá entregar dados cadastrais completos; endereço IP; porta lógica relativos ao período de 18 e 20 e março de 2021, sob pena de multa.

 

O homem conta que foi vítima de golpe na OLX aplicado por um desconhecido. Um dos golpes mais comuns de acontecer na plataforma é o "golpe do intermediário". Na ação, ele pediu os dados do golpista para que possa ingressar na Justiça.

O golpe do intermediário é muito conhecido no processo de compra e venda de automóveis.

Ele consiste em fraudadores que se utilizam de anúncios de terceiros para negociar veículos usados ou seminovos. O objetivo do golpe é clonar anúncios reais e receber o pagamento do comprador interessado pelo veículo, segundo informa a OLX.

Ao apreciar o pedido, o juiz invocou a lei dos provedores, que impõe a obrigação aos provedores de conexão e de aplicação à internet de resguardarem os dados de seus usuários e, "sendo estes dados pertinentes à pretensão do autor para identificar o fraudador e viabilizar o ingresso de eventual ação de reparação de dano, é caso de deferimento do pedido inicial", disse.

Nesse sentido, o juiz julgou procedente o pedido e deu prazo de 48 horas para que a OLX cumpra o fornecimento dos dados indicados.

A advogada Danielle Portugal de Biazi  (Biazi Advogados Associados) atuou pela vítima.

Processo: 1003650-54.2021.8.26.0664

Veja a decisão.

Fonte: migalhas.com.br - 09/08/2021 e SOS Consumidor

Nenhum comentário:

Postar um comentário