quinta-feira, 19 de agosto de 2021

Expointer terá rigorosos protocolos sanitários

 No lançamento oficial do evento, nesta quarta-feira, governo do Estado reiterou exigências que serão feitas para quem for ao Parque Assis Brasil



O governo do Rio Grande do Sul lançou oficialmente nesta quarta-feira, no Palácio Piratini, a 44ª Expointer, que ocorre de 4 a 12 de setembro, no Parque de Exposições Assis Brasil, em Esteio. A exposição deste ano voltará a receber público, limitado a 15 mil visitantes por dia, que, somados a expositores e trabalhadores, formarão uma população de 25 mil pessoas no interior do parque. Na mesma cerimônia foram anunciados rigorosos protocolos de segurança sanitária para o evento.

Estão confirmadas as inscrições de 2.825 animais para participação em julgamentos, 216 empreendimentos na Feira de Agricultura Familiar e 85 empresas do ramo de máquinas e equipamentos agrícolas. 

De acordo com a secretária da Agricultura, Silvana Covatti, ainda não há uma projeção para o faturamento desta Expointer, que se aproxima mais do formato original da feira, mas que ainda acontece no cenário excepcional da pandemia, depois de ter sido substituído por um evento virtual no ano passado. Silvana elogiou a parceria com a secretária da Saúde, Arita Bergmann, na missão de tornar a Expointer segura para visitantes, expositores e produtores rurais. O protocolo estabelecido exige testes RT-PCR ou de antígenos para as pessoas que estarão no parque todos os dias e o preenchimento de um formulário, pelo visitante, no ato da compra de ingresso, no qual relatará suas condições de saúde.

O governador Eduardo Leite destacou que o Estado conta com o comportamento responsável do cidadão e sua adesão às medidas dentro do parque, mas reconheceu que o risco não é eliminado por completo. Não será exigido comprovante de vacinação do público porque a imunização não é obrigatória.

Arita Bergmann observou que é muito importante o visitante se inteirar do que não pode ocorrer dentro do parque. Entre as ações vedadas, apontou, estão andar sem máscara, comer em pé, eventos como happy hours e coquetéis, shows, danças, música alta ou quaisquer situações nas quais seja necessário projetar a voz, o que, mesmo de máscara, aumenta o risco de contaminação.

Também participaram da cerimônia de lançamento os presidentes da Farsul, Gedeão Pereira; da Febrac, Leonardo Lamachia; da Fetag, Carlos Joel da Silva, representado por Jocimar Rabaioli; do Sistema Ocergs, Vergílio Perius; e do Simers, Claudio Bier; além de deputados e prefeitos.

Correio do Povo


Porto Alegre registra transmissão comunitária da variante Delta


Preso PM que matou quatro pessoas em pizzaria da zona Norte de Porto Alegre

Nenhum comentário:

Postar um comentário