quinta-feira, 10 de novembro de 2022

"Temos de lidar com quem pensa diferente", diz Lula após reuniões em Brasília

 Presidente eleito falou à imprensa na tarde desta quarta, após se encontrar com presidentes da Câmara, do Senado, do STF e do TSE


O presidente eleito Luiz Inácio Lula da Silva (PT) sinalizou que vai buscar apoio do Congresso Nacional para dar encaminhamento às pautas da gestão. Em entrevista nesta quarta-feira, no Tribunal Superior Eleitoral (TSE), ele afirmou que é preciso manter o diálogo aberto com os poderes, sem deixar de lado a autonomia.

"Temos de lidar com quem pensa diferente da gente. O centrão é uma composição de vários partidos, e [o vice-presidente eleito, Geraldo] Alckmin [do PSB], eu e o PT temos de aprender a conversar e tentar convencê-los das nossas propostas", afirmou.

"Vamos fazer com muita competência, porque o Brasil não tem mais tempo de ficar se batendo, se xingando e se criticando. Não acredito que o Congresso vá criar problema. Não cabe ao presidente da República interferir no funcionamento da Câmara e do Senado, são poderes autônomos", complementou Lula.

As declarações à imprensa ocorreram após um encontro de Lula com os presidentes da Câmara dos Deputados, Arthur Lira (PP-AL); do Senado Federal, Rodrigo Pacheco (PSD-MG); do Supremo Tribunal Federal (STF), ministra Rosa Weber; e do TSE, ministro Alexandre de Moraes.

R7 e Correio do Povo

Nenhum comentário:

Postar um comentário