sexta-feira, 25 de novembro de 2022

Do medo da lesão à estreia épica na Copa do Mundo: o jogo dos sonhos de Richarlison pelo Brasil

 Com direito a um golaço, camisa 9 foi o responsável direto pela vitória brasileira contra a Sérvia

Vítor Figueiró


O sonho de Richarlison de estar em campo pela Seleção Brasileira numa Copa do Mundo quase não se concretizou neste ano. Em outubro, o jogador sofreu uma lesão delicada na panturrilha e precisou ser afastado dos gramados. A preocupação era grande a respeito de sua presença na competição. Felizmente, ele conseguiu se recuperar. Além disso, fez seu sonho se tornar realidade da melhor das maneiras: marcando dois gols na estreia do Mundial e sendo responsável direto da vitória do Brasil. 

Em um jogo enroscado no primeiro tempo contra a Sérvia, coube ao seu "cheiro de gol" - como Richarlison se referiu na coletiva após o duelo - tirar o zero do placar naquela que também era sua primeira partida na Copa. Portando a pesada camisa 9 brasileira. Aliás, atuar como centroavante foi uma de suas primeiras decisões no Tottenham, na Inglaterra. O entendimento é que era assim que seria aproveitado por Tite no Catar. E foi.

"É como o professor Tite sempre fala. Eu cheiro a gol. No intervalo, disse para meus companheiros. Eu preciso de uma bola. A bola chegou e eu consegui fazer o gol", pontuou. Logo na saída do campo, ele relembrou a incerteza da recuperação. "Quando tive que fazer o exame, foi um dos dias mais demorados da minha vida. Valeu todo o esforço da minha recuperação". 

Pintura e irreverência 

Não bastasse marcar dois gols, Richarlison fez ainda mais. Um dos tentos se tratou de uma pintura. De voleio, em um lindo giro de dentro da área. A empolgação brasileira foi tanta que a expressão "Que golaço" viralizou nas redes sociais. O atacante é conhecido por sua irreverência, sua leveza e sua tradicional comemoração. Teve dança do Pombo no Mundial. 

Nas redes sociais, choveram brincadeiras com o atleta, relembrando suas declarações ao longo do Mundial. O atacante também se manifestou, mas se derreteu ao momento que viveu. "O sonho de criança realizado. Obrigado por tanto futebol", publicou em seu Twitter. 

Brasil mantém condição de favorito

"Temos mais seis jogos para conquistar nosso principal objetivo", projetou Richarlison na coletiva. Mesmo depois dos dois gols e do sonho realizado, o atacante e a Seleção Braisleira de Tite deixaram claro que desejam mais. A meta é o hexacampeonato. O cenário é positivo.

Numa Copa marcada por zebras como as derrotas de Alemanha e Argentina, o Brasil mostrou força e repertório ofensivo de quem está na luta pela conquista. Agora, a Seleção Brasileira volta a campo na segunda-feira, dia 28 de novembro, às 13h (horário de Brasília), para enfrentar a Suíça, pela segunda rodada do Grupo G.

Correio do Povo

Nenhum comentário:

Postar um comentário