quinta-feira, 24 de novembro de 2022

Casa de Jairo Jorge, prefeito afastado de Canoas, é alvo de buscas do MP

 Além da cidade gaúcha, mandados também foram cumpridos em Campinas (SP) e São Paulo (SP)

A casa do prefeito afastado de Canoas, Jairo Jorge, foi alvo do cumprimento de mandado de busca e apreensão nesta quarta-feira (23) durante uma ação desencadeada pelo Ministério Público do Rio Grande do Sul. Segundo informou a assessoria do órgão, mandados foram cumpridos pela Procuradoria da Função Penal Originária nas cidades de Canoas, Campinas e São Paulo referentes à investigação envolvendo o prefeito afastado.

O MP ainda informou que o que motivaram o deferimento dos novos mandados foram “condutas caracterizadoras de lavagem de dinheiro, em especial por parte do prefeito, da sua esposa e sua cunhada. Os investigados estavam se desfazendo de patrimônio e ocultando bens gravados com ordem de indisponibilidade. Um veículo apreendido em Campinas está entre estes bens.”  

Jairo Jorge está afastado de suas funções desde o fim de março deste ano, quando o Ministério Público estadual deflagrou a operação Copa Livre. Além dele, outras cinco pessoas, também foram afastadas dos respectivos cargos na gestão municipal, um assessor direto do gabinete dele, o secretário de Planejamento e Gestão, o secretário de Saúde e dois servidores públicos.

Ao todo, foram cumpridas 81 medidas cautelares contra 24 pessoas físicas e 15 empresas. Sete dessas empresas foram proibidas de contratar com a Prefeitura de Canoas.  A assessoria de comunicação do prefeito afirmou que ele não irá se manifestar sobre o assunto.


Correio do Povo

Nenhum comentário:

Postar um comentário