sexta-feira, 16 de setembro de 2022

Prévia do PIB indica crescimento da economia brasileira pelo segundo mês seguido, aponta BC

 Índice de Atividade Econômica do Banco Central, divulgado nesta quinta, teve alta de 1,17% em julho na comparação com o mês anterior


Índice de Atividade Econômica do Banco Central (IBCBr) teve alta de 1,17% em julho na comparação com o mês de junho. O dado dessazonalizado divulgado pelo BC na manhã desta quinta-feira, 15, ficou bastante acima do esperado pelo mercado. Analistas projetavam uma alta de 0,3% para o indicador, que é tido como um sinalizador do Produto Interno Bruto (PIB), por sua vez divulgado trimestralmente. Na comparação com julho de 2021, o avanço foi de 3,87% e, em 12 meses, acumula alta de 2,09%. A alta do IBC-Br no primeiro mês do terceiro trimestre ocorre após o PIB ter surpreendido no segundo trimestre, com alta de 1,2%, acima do 0,9% esperado por economistas. Segundo o Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE), o setor de serviços foi o principal responsável pela alavancagem da atividade econômica em julho, com crescimento de 1,1% sobre o mês anterior. A produção industrial também cresceu,  0,6%, após retração em julho. Já o comércio teve retração de 0,8%, seu pior desempenho para o mês em quatro anos. No primeiro semestre o PIB também foi sustentado pelo setor de serviços, o que demonstra o desempenho dessa tendência. Nesta quinta-feira, o governo elevou a projeção oficial para o desempenho da atividade econômica em 2022, em visão mais otimista do que a observada no mercado, também estimando números melhores para a inflação.


Jovem Pan

Nenhum comentário:

Postar um comentário