quarta-feira, 10 de agosto de 2022

Cine Grand Café, sucessor do Guion Center, encerra suas atividades em 28 de agosto

 Espaço é atualmente o único remanescente dos empreendimentos que ocupavam a Nova Olaria



O charmoso Cine Grand Café, que sucedeu ao Guion Center, já tem data para encerrar as atividades no Centro Comercial Nova Olaria, em Porto Alegre. Apenas nove meses depois do início de sua operação, em novembro de 2021, um dos poucos cinemas com programação alternativa da cidade terá suas últimas sessões em 28 de agosto. A data foi confirmada pela administração do espaço.

Uma programação de encerramento "do ciclo" deverá ser anunciada em breve nas redes sociais do Cine Grand Café

Em nota, os empreendedores afirmaram que possuem "a disposição de manter o espaço ocupado atualmente pelo Cine Grand Café como complexo cinematográfico", a ser reinaugurado após a reforma. O novo espaço deverá ter novas poltronas e equipamentos de projeção.

"Neste período, além de enfrentar variantes da Covid-19 e um dos verões mais quentes da história de Porto Alegre, hospedou festivais como o Fantaspoa e o Varilux, pré estréias dos filmes como Dois Tempos, Uma Vez em Veneza, Em busca de Liz e a Teoria dos Vidros Quebrados, entre outros, mantendo a chama do cinema de arte, e abriu a programação tradicional para filmes como Casa Gucci, Maverick e Elvis - que ainda está em cartaz. Também foi o palco de lançamento e sessões de autógrafos de inúmeras obras literárias, principalmente de autores locais", lembrou a administração do local em nota divulgada hoje.

Nas últimas semanas, quem chegava na Olaria já encontrava um ambiente totalmente modificado - principalmente pela ausência de lojas. A saída de restaurantes, lojas e livraria de um dos pontos mais tradicionais da cultura porto-alegrense devido às obras de revitalização que o local vai sofrer. A obra prevê a construção de torres residenciais no entorno da galeria e na área em que ficava a Faculdade de Desenvolvimento do Rio Grande do Sul (Fadergs).

Nesta terça-feira, o cinema e espaço multicultural (além das salas de projeção, conta com espaço gastronômico, galeria de arte e lounge) é o único remanescente dos empreendimentos que ocupavam a Nova Olaria. Recentemente a Livraria Bamboletras deixou o local e ocupa temporariamente uma antiga igreja na avenida Venâncio Aires, também na Cidade Baixa. 

Correio do Povo

Nenhum comentário:

Postar um comentário