segunda-feira, 20 de junho de 2022

Emoção marca celebrações de 124 anos do Asilo Padre Cacique, em Porto Alegre

 Instituição celebrou data com bolo, música e outras atrações para os idosos



A emoção tomou conta do Asilo Padre Cacique, em Porto Alegre neste domingo, em meio às celebrações de seus 124 anos, que teve diversas atrações, como o corte do bolo de aniversário. A instituição tem por volta de 100 residentes, muitos dos quais aproveitaram o dia em diversas atrações, entre eles dançar e cantar ao som da Banda da Brigada Militar, concerto este realizado à tarde, e que alegrou ainda mais a rotina dos idosos do local.

O diretor de Eventos do asilo centenário, Felipe Brum, diz que a instituição está viva e forte, muito graças ao engajamento da comunidade. “Esta confraternização foi preparada com muito carinho. Procuramos atender com o maior carinho possível, e esta data significa o resultado de todo este trabalho. O evento comemora toda a história deste asilo”, salientou. A diretora de Patrimônio, Rossana da Rosa, por sua vez, comentou que “não há palavras” para descrever o momento.

“No ano passado, fizemos o bolo no refeitório, discretamente, e hoje já pudemos trazer a banda. O pessoal aqui é feliz, e nós somos voluntários, participando da rotina do local por amor mesmo. Toda esta festa acabou sendo gratuita para nós. É fantástica a forma como o asilo é ajudado quando a gente necessita”, disse. Ao todo, vinte integrantes da banda da BM estiveram presentes, e entoaram diversas músicas, causando muitos aplausos entre os presentes.

“Para nós, é uma enorme satisfação e extremamente gratificante. Todos os anos viemos aqui e fazemos um momento de entretenimento e cultura. O público também nos transmite uma alegria, não há nem como explicar”, afirmou o segundo-sargento Flávio Luis de Lima Gonçalves, regente da banda da BM. Entre os idosos residentes, o sentimento foi igualmente de satisfação e júbilo por participar da celebração de aniversário.

Vilma Jacinto Mazaren, 85 anos, vive há 13 anos no Padre Cacique. Ela descreveu a festa como “maravilhosa”. “Isto aqui é tudo de bom. A pandemia nos fez aproveitar um pouco menos este espaço, mas agora estamos conseguindo bem”, disse ela. Edir Franco Rodrigues, 72, é um dos moradores mais recentes, vivendo no local há apenas um mês. “O atendimento aqui é fabuloso. Aqui temos muita liberdade. Sempre temos refeições especiais”, elogiou ele.

O Asilo Padre Cacique realizou, no começo deste mês, a campanha SOS Leite, que gerou um enorme engajamento positivo em toda a sociedade. Conforme os diretores, foram obtidas doações de todas as partes, desde pessoas que trouxeram um litro, até caminhões repletos de mantimentos. “Todas elas são importantes, e nos ajudam a continuar atuando e atendendo bem aos moradores”, disse Brum.

Correio do Povo

Nenhum comentário:

Postar um comentário