quarta-feira, 11 de maio de 2022

Elon Musk diz querer suspender banimento de Trump no Twitter

 "Eu reverteria a proibição", disse o bilionário em conferência do Financial Times



Elon Musk disse nesta terça-feira que suspenderia a proibição ao ex-presidente americano, Donald Trump, usar o Twitter se o acordo para comprar a rede social sair adiante. "Eu reverteria a proibição", disse o bilionário em conferência do Financial Times, embora tenha esclarecido que como ainda não é proprietário do Twitter, "não é certo que isto vá acontecer".

O Twitter suspendeu de modo permanente a conta de Trump em janeiro de 2021 por violação de suas políticas, citando riscos de que outras mensagens do político possam levar a mais violência, após o ataque ao Capitólio em Washington, em 6 de janeiro daquele ano.

"Eu realmente acho que não foi correto banir Donald Trump", afirmou Musk durante a entrevista. Segundo ele, isso alienou uma grande parcela do país, sem fazer com que Trump tenha continuado a ter uma voz pública. "Eu acho que foi moralmente uma decisão ruim, para ser claro, e tola ao extremo", completou.

A oferta de 44 bilhões de dólares do dono da Tesla para comprar o Twitter ainda deve conseguir o apoio de acionistas e reguladores, mas Musk se manifestou favorável a uma menor moderação do conteúdo e menos restrições.

AFP, Agência Estado e Correio do Povo

Nenhum comentário:

Postar um comentário