sexta-feira, 20 de maio de 2022

Como pré-candidato, Vieira da Cunha quer PDT em ação da OAB contra dívida do RS

 No início da noite desta quinta-feira, o ex-deputado encontrou-se com o presidente da OAB-RS, Leonardo Lamachia



Um dia após a executiva estadual do PDT anunciá-lo como pré-candidato ao Piratini, o ex-deputado Vieira da Cunha encontrou-se, no início da noite desta quinta-feira, com o presidente da OAB-RS, Leonardo Lamachia, para conversar sobre a ação da Ordem contra a dívida do Estado com a União. Ele quer ainda a inclusão do PDT no ação. O tema entrou no centro das discussões da sucessão ao Piratini. Outros pré-candidatos também se posicionaram favoravelmente à ação. 

Vieira acredita que a renegociação da dívida do Estado com a União, em especial, por meio do Regime de Recuperação Fiscal (RRF), ganhará destaque na eleição. Sobre o tópico, Vieira da Cunha defende o fim do que chamou de “vassalagem” na relação do Estado com a União. O termo se refere a forma de acordo, na Idade Média, entre entes com diferentes poderes. “Foi um crime o governo ter desistido da ação”, afirmou, em relação ao questionamento jurídico sobre a dívida do Estado com a União. O recuo do Executivo ocorreu para viabilizar as negociações de adesão ao RRF. 

Vieira recordou que quando assumiu a presidência da CEEE entrou com uma ação contra a União, contestando juros, que resultou, anos depois em um repasse de R$ 4 bilhões ao Estado, o que ocorreu no governo de Tarso Genro. “Contestamos e colhemos os frutos após”, ressaltou. 

Além da questão fiscal, ele acredita que a educação precise receber atenção na discussão eleitoral, uma vez que os dados recentes mostram um queda na qualidade da educação, que é uma bandeira tradicional do PDT. 

Correio do Povo

Nenhum comentário:

Postar um comentário