segunda-feira, 16 de agosto de 2021

Presidente afegão admite vitória do Talibã e afirma que deixou o país para evitar "banho de sangue"

 Ashraf Ghani declarou que o movimento islâmico "agora é responsável pela honra, propriedade e autopreservação de seus compatriotas"



O presidente afegão, Ashraf Ghani, disse que fugiu do país neste domingo para "evitar um banho de sangue", quando o Talibã entrou na capital, concluindo uma ofensiva relâmpago em todo o país.

Ghani, que não informou para onde foi, afirmou que "incontáveis patriotas seriam martirizados e a cidade de Cabul seria destruída" se ele permanecesse.

"O Talibã venceu ... e agora é responsável pela honra, propriedade e autopreservação de seus compatriotas", disse ele em um comunicado postado no Facebook. 

AFP e Correio do Povo

Nenhum comentário:

Postar um comentário