segunda-feira, 16 de agosto de 2021

Manifestação em Portão pede mais segurança na ERS 240

 Rodovia registrou seis óbitos por acidentes e atropelamentos nos últimos 20 dias


Motoristas que trafegaram pela ERS 240, no trecho de Portão, enfrentaram trânsito lento na tarde deste domingo por conta de um protesto. Organizado pela Câmara de Vereadores da cidade, com o apoio da população, a manifestação teve início às 16h e ocorreu no Posto Elo, no bairro Portão Velho, pedindo mais segurança na rodovia que registrou seis mortes, devido a acidentes e atropelamentos, nos últimos 20 dias.

A Frente Parlamentar já havia realizado um ato na rodovia, contra a perda de isenção de veículos de empresas e contra a forma como o processo de recadastramento foi conduzido pela Empresa Gaúcha de Rodovias (EGR). Agora, o pedido é por passarelas e ferramentas que tragam segurança para motoristas, pedestres e ciclistas que transitam na ERS 240.

"O pacote de concessão apresentado pelo governador não prevê nenhuma passarela no trecho que corta a área central de Portão, o que é um absurdo, ainda mais se considerarmos que a empresa ficará 30 anos explorando a rodovia”, lamenta o Vereador Márcio Lacerda.

Segundo levantamento da Empresa Gaúcha de Rodovia (EGR), que administra a ERS 240, até maio deste ano, passaram pela Praça de Pedágio de Portão 1.988.575 veículos. A rodovia é via fundamental do escoamento de produção do Vale do Caí e da Serra gaúcha para a região Metropolitana.


Correio do Povo



Brasil registra 270 novos óbitos e 13.957 casos de Covid-19 em 24 horas

Nenhum comentário:

Postar um comentário