sexta-feira, 13 de agosto de 2021

Mortes por coronavírus no País seguem caindo

 


O Brasil registrou nesta quinta-feira (12) 975 mortes por covid-19 nas últimas 24 horas, totalizando 566.988 óbitos desde o início da pandemia. A média móvel de mortes nos últimos 7 dias chegou a 884. São agora 13 dias seguidos com essa média abaixo de 1 mil. Em comparação à média de 14 dias atrás, a variação foi de -13% e aponta tendência de queda.

O País tem ainda um 35.571 casos registrados do novo coronavírus nas últimas 24 horas, com 20.284.747 confirmados no total. Com isso, a média móvel nos últimos 7 dias foi a 31.229 diagnósticos por dia — menor marca desde 25 de novembro (quando estava em 31.356). Isso representa uma variação de -12% em relação aos casos registrados na média há duas semanas, o que indica estabilidade, após uma semana de queda significativa nos casos.

Os números estão no novo levantamento do consórcio de veículos de imprensa sobre a situação da pandemia de coronavírus no Brasil, consolidados às 20h desta quinta. O balanço é feito a partir de dados das secretarias estaduais de Saúde.

Em 31 de julho o Brasil voltou a registrar média móvel de mortes abaixo de 1 mil, após um período de 191 dias seguidos com valores superiores. De 17 de março até 10 de maio, foram 55 dias seguidos com essa média móvel acima de 2 mil. No pior momento desse período, a média chegou ao recorde de 3.125, no dia 12 de abril.

Já em relação aos casos da doença, em seu pior momento a curva da média móvel chegou à marca de 77.295 novos casos diários, no dia 23 de junho deste ano.

Estados

Dois Estados e o Distrito Federal apresentam tendência de alta nas mortes: Acre, Goiás e Distrito Federal.

Em estabilidade são 13 Estados: Amapá, Amazonas, Ceará, Espírito Santo, Maranhão, Mato Grosso, Pará, Paraíba, Rio de Janeiro, Rondônia, São Paulo e Sergipe e Tocantins.

Onze unidades estão em queda: Alagoas, Bahia, Mato Grosso do Sul, Minas Gerais, Paraná, Pernambuco, Piauí, Rio Grande do Norte, Rio Grande do Sul, Roraima e Santa Catarina.

Essa comparação leva em conta a média de mortes nos últimos 7 dias até a publicação deste balanço em relação à média registrada duas semanas atrás

Vacinação

A primeira dose de vacinas contra a covid foi aplicada em 112.046.147 pessoas, o que corresponde a 52,91% dos brasileiros. Os imunizados, que tomaram a segunda dose ou a dose única, são 48.269.832 (22,80% da população). Os dados das vacinas também são consolidados pelo consórcio de veículos de imprensa.

Desde o início da campanha, em janeiro, o total aplicações soma 160.315.979.

Pfizer

A farmacêutica americana Pfizer entregou 1 milhão de doses da vacina contra covid-19 ao Brasil pelo terceiro dia seguido. A aeronave com a carga de imunizantes pousou no Aeroporto Internacional de Viracopos, em Campinas (SP), às 19h45 desta quinta.

A remessa faz parte da megaoperação que prevê 17 milhões de doses entre os dias 3 e 22 de agosto, em 17 voos com origem de Miami (EUA).

Com a remessa desta quinta, a empresa já entregou 45 lotes ao País, totalizando 40,3 milhões de 200 milhões de imunizantes da vacina Pfizer/BioNTech contratados pelo governo federal.

O Sul

Nenhum comentário:

Postar um comentário