quinta-feira, 12 de novembro de 2020

Rio Grande do Sul terá duas brigadas como parte do sistema de prontidão do Exército

 Atividade é uma iniciativa do Comando Militar do Sul


O Rio Grande do Sul terá no máximo em dois anos duas brigadas que farão parte do sistema de prontidão da força terrestre do Exército brasileiro: a 6ª Brigada de Infantaria Blindada, com sede em Santa Maria, e a 1ª Brigada de Cavalaria Mecanizada, com sede em Santiago.

Hoje, o Exército, no sistema de prontidão possui duas brigadas: a 5ª Brigada de Cavalaria Blindada, com sede em Ponta Grossa, e a 15ª Brigada de Infantaria Mecanizada, em Cascavel, que fazem parte do Comando Militar do Sul (CMS). A informação é do coronel Márcio Guedes Taveira, comandante do Centro de Adestramento Sul, de Santa Maria, que ontem participou do programa "Conheça Seu Exército". A atividade é uma iniciativa do CMS. 

Segundo ele, a decisão sobre as duas brigadas de prontidão será do alto comando do Exército, do comandante do CMS e do comando da 3ª Divisão do Exército. Taveira explicou que os integrantes das brigadas (1,5 mil militares em Santiago e 1,5 mil em Santa Maria) vão atuar em ações de defesa externa, em apoio a outros órgãos e aonde o comando do Exército e do CMS decidirem o emprego de tropas em uma situação de de emergência. 

Com relação ao Centro de  Adestramento Sul, o coronel Taveira explicou que existem três sessões de adestramento que empregam simulações de combate: a construtiva, a virtual e a viva. Como exemplo, o coronel destacou o simulador de apoio de fogo. "Recebemos tropas de artilharia do Rio Grande do Sul e de fora do Estado para treinamento em Santa Maria. Se fôssemos calcular somente o valor das munições empregada nos exercícios deixamos de gastar em 2019  mais de R$ 200 milhões em munições. Tudo porque estamos utilizando o simulador de apoio de fogo", acrescentou.

As atividades do programa "Conheça Seu Exército" contou com visitas ao 4º Batalhão Logístico (4º BLog) e ao Centro de Instrução de Blindados. 

Missões 

O tenente-coeronel Sidney Lima, comandante do 4º BLog, ressaltou que entre as missões mais frequentes da unidade estão o transporte de blindados as unidades militares de Curitiba, São Paulo e Rio de Janeiro. Além disso, eles realizam o transporte de suprimentos do 3º Batalhão de Suprimento, em Nova Santa Rita, para Santa Maria onde é feita a distribuição aos quartéis. A unidade militar conta com 38 oificias, 143 subtenentes e sargentos e 275 cabos e soldados. 

O evento contou com a presença de militares do 1º Batalhão de Aviação do Exército, de Taubaté, que trouxeram o helicóptero Jaguar. O major Ricardo Guarnier, piloto da aeronave, disse que o Exército brasileiro possui 12 aeronaves em operação - quatro ficam na Amazônia e oito em Taubaté, São Paulo, sede do batalhão. 

Com 11 toneladas, o Jaguar tem a capacidade de transportar até 27 passageiros mais a tripulação formada por dois oficiais e dois sargentos. A aeronave pode transportar uma carga externa de até 3.800 quilos. As atividades contaram com as presenças do general de Brigada Luiz Alberto Cureau, comandante da 6ª Brigada de Infantaria Blindada, e do general de Divisão Hertz Pires do Nascimento, comandante da 3ª Divisão de Exército. Hertz destacou a importância do programa como uma oportunidade da comunidade interagir com o Exército brasileiro.  


Correio do Povo

Nenhum comentário:

Postar um comentário