domingo, 20 de setembro de 2020

Unidades do INSS em Porto Alegre e Novo Hamburgo não têm previsão de retorno

Gerências das duas cidades não receberam comunicados sobre vistoria dos locais

Unidades do INSS em Porto Alegre e Novo Hamburgo não têm previsão de retorno

As unidades do Instituto Nacional do Seguro Social (INSS) localizadas em Porto Alegre e em Novo Hamburgo ainda não têm previsão de retorno para a realização das perícias médicas. A informação foi divulgada neste sábado pela assessoria de comunicação do órgão no Rio Grande do Sul. 
De acordo com uma nota, as gerências-executivas do INSS das duas cidades ainda não receberam o comunicado para a marcação de vistorias pela perícia médica federal. A intenção é assegurar a segurança sanitária dos locais e o cumprimento de protocolos contra a Covid-19.  
Em um primeiro momento, justamente na semana em que estava prevista a volta do serviço, os usuários foram surpreendidos com as agências fechadas em boa parte do Brasil. Mesmo quem tinha perícia marcada com antecedência foi avisado de que não seria atendido. 
Em entrevista à Rádio Guaíba na última segunda-feira, o diretor de atendimento do INSS, Jobson Salles, chegou a comentar que a pretensão era garantir o retorno das perícias na próxima semana, mas com a série de reclamações em todo o País, o governo federal decidiu acelerar o processo. 

Retorno imediato 

Diante das resistências de peritos em retornar ao trabalho presencial nas agências do INSS, o governo publicou em edição extra do Diário Oficial da União (DOU) um edital de convocação para que os servidores retomem os atendimentos de forma imediata nas unidades listadas na publicação. O edital foi assinado pelo secretário especial de Previdência e Trabalho, Bruno Bianco Leal, e pelo secretário de Previdência, Narlon Gutierre Nogueira.
Segundo o jornal O Estado de São Paulo, a publicação do edital é uma estratégia para driblar a ofensiva da Associação Nacional de Médicos Peritos (ANMP), que, segundo relatos internos do governo, orientou peritos a não abrirem os e-mails por onde os profissionais estavam sendo notificados a retornar a seus postos de trabalho presencial. A publicação em Diário Oficial torna pública a convocatória.
Nessa quinta-feira, o diretor-presidente da ANMP, Luiz Argolo, informou que os peritos não haviam sido convidados para as inspeções nas agências para verificar as medidas de segurança contra a Covid-19.

Correio do Povo

Nenhum comentário:

Postar um comentário