sábado, 12 de setembro de 2020

Pela 1ª vez, todo o estado de SP pode abrir comércio, bares e restaurantes

Eduardo Frazão/Exame
Pela 1ª vez, todo o estado de SP pode abrir comércio, bares e restaurantes
O governo de São Paulo fez uma atualização extraordinária da quarentena nesta sexta-feira, 11, e pela primeira vez, desde o início da pandemia, todo o estado está na fase 3 (amarela), considerada intermediária. As duas únicas regiões que estavam na fase 2 (laranja), Franca e Ribeirão Preto, progrediram para uma etapa mais branda. Com a mudança, todo o estado pode abrir comércio, restaurantes, bares, academias e salões de beleza. 
Jung Getty/Getty Images
Avanço de anos em meses: o consumo no e-commerce brasileiro
A pandemia do novo coronavírus mudou os hábitos dos brasileiros, sendo um deles o crescente uso do e-commerce. As vendas realizadas pelo celular, em especial pelo WhatsApp e outros aplicativos de mensagens, se desenvolveram como forma de negócio. Segundo levantamento da Kantar, 11,7% dos lares fizeram compras de bens de consumo rápido por meio do smartphone em 2020.Os dados apresentados no Kantar Talks demonstram a adaptação dos consumidores e das empresas às mudanças de hábitos impostas neste período. 
Allan Carvalho/NurPhoto/Getty Images
Pesquisadores propõem zonas de silêncio para evitar difusão do coronavírus
Mais zonas de silêncio em espaços fechados de alto risco, como hospitais e restaurantes, podem ajudar a reduzir os riscos de contágio do coronavírus, disseram pesquisadores depois que um estudo mostrou que, diminuir o volume da fala pode reduzir a disseminação da doença. Na tentativa de conter a transmissão, uma redução de 6 decibéis nos níveis médios da fala pode ter o mesmo efeito que dobrar a ventilação de um ambiente, disseram cientistas.
Jens Büttner/picture alliance/Getty Images
Novo design em cabines de aviões visa proteção contra covid
Companhias aéreas estudam mudanças nas cabines dos aviões, como capas nos encostos da cabeça e barreiras de tecido entre os assentos para evitar a propagação do coronavírus. As aéreas, desesperadas para que os governos suspendam as restrições às viagens e os passageiros retornem, buscam maneiras de garantir ao público que sua saúde não será comprometida durante o voo. Assentos e cabines com nova aparência podem ser um começo.
Divulgação
A atuação das ONGs e os desafios para o terceiro setor no pós-pandemia
A americana Jacquelline Fuller é uma otimista quanto ao papel da filantropia para resolver problemas sociais causados pela pandemia, como o fechamento de escolas e a falta de crédito para as pequenas e médias empresas. Com mestrado em políticas públicas pela Universidade Harvard, nos Estados Unidos, Jacquelline é presidente global do Google.org, braço de filantropia do gigante de tecnologia com atuação espalhada pelo mundo. Em entrevista, Jacquelline explica por que vê potencial na filantropia feita no Brasil e quais serão os desafios para o terceiro setor num futuro pós-pandemia.

Nenhum comentário:

Postar um comentário