sábado, 19 de setembro de 2020

Evo Morales diz que voltará à Bolívia após eleições se Luis Arce vencer

Candidato do MAS aparece liderando as pesquisas com 29,2% das intenções de voto

Morales, que se asilou no México e, em seguida, na Argentina, após renunciar, no fim de 2019, expressou otimismo em relação a uma possível vitória do seu ex-ministro da Economia

O ex-presidente da Bolívia Evo Morales, refugiado desde dezembro na Argentina, anunciou nesta sexta-feira que irá retornar à Bolívia um dia após as eleições gerais de 18 de outubro caso o candidato que apoia, Luis Arce, seja o vencedor. 
Arce lidera as pesquisas prévias as eleições com 29,2%, segui pelo ex-presidente Carlos Mesa (19%) e do líder cívico regional Luis Fernando Camacho (10,4%). A presidente interina da Bolívia, Jeanine Áñez, anunciou nesta quinta-feira sua retirada da disputa presidencial, a um mês das eleições, numa tentativa de evitar a vitória do candidato do MAS. 
"Dependo de vocês (apoiadores) para retornar, mas estou certo, irmãs e irmãos, que não irão me abandonar. Vencemos as eleições e, no dia seguinte, estarei entrando por Yacuiba rumo à Bolívia, retornando", afirmou Morales, ao contactar pelo telefone apoiadores durante um ato político na região de Tarija.
Morales, que se asilou no México e, em seguida, na Argentina, após renunciar, no fim de 2019, expressou otimismo em relação a uma possível vitória do seu ex-ministro da Economia, citando uma pesquisa feita pela fundação católica Jubileo divulgada esta semana.

AFP e Correio do Povo

Nenhum comentário:

Postar um comentário