sexta-feira, 11 de setembro de 2020

Bolsonaro precisa depor pessoalmente sobre suposta interferência na PF, decide Celso de Mello


Mídia de cabeçalho


Bolsonaro precisa depor pessoalmente sobre suposta interferência na PF, decide Celso de Mello
O ministro do Supremo Tribunal Federal considera que o depoimento por escrito, como havia sugerido Augusto Aras, procurador-geral da República, não é garantido a um chefe de poder investigado. O inquérito tem como base as acusações do ex-ministro da Justiça Sergio Moro, que poderá acompanhar o interrogatório e fazer perguntas a Jair Bolsonaro.
Foto via @luisnassif



















Nenhum comentário:

Postar um comentário