domingo, 20 de setembro de 2020

Agências da Caixa têm movimento intenso para auxílio emergencial e do FGTS em Porto Alegre

No Rio Grande do Sul, foram um total de 31 agências que abriram às 8h e fecharam às 12h

Movimento foi grande nas agências da Caixa em Porto Alegre

As agências da Caixa Econômica Federal registraram um movimento intenso de clientes no sábado pela manhã que foram em busca dos saques do auxílio emergencial e do saque emergencial do Fundo de Garantia por Tempo de Serviço (FGTS) pagos pelo governo federal. No Rio Grande do Sul, foram um total de 31 agências que abriram às 8h e fecharam às 12h.
Em Porto Alegre, as agências das avenidas Assis Brasil, João Antônio da Silveira, no bairro Restinga, e Bento Gonçalves e da rua dos Andradas atenderam o público. No Brasil, a Caixa abriu mais de 770 agências para o pagamento do benefício.
Nas agências da avenida Assis Brasil, Bento Gonçalves e na Restinga muita gente chegou cedo para receber os benefícios. Na rua dos Andradas, no Centro Histórico, mais de 50 pessoas esperavam pela abertura do banco desde às 7h. A técnica de enfermagem Paula Martins, moradora do bairro Santana, disse que utilizaria o dinheiro do Fundo para o pagamento de contas. "Esses recursos chegaram em boa hora e vão ajudar a quitar algumas dívidas", ressaltou. Os beneficiários nascidos em janeiro puderam sacar o auxílio emergencial em dinheiro e os trabalhadores nascidos em maio fizeram a retirada em espécie dos valores referentes ao saque emergencial do FGTS.
Segundo a Caixa, foram pagos um total de R$ 200,5 bilhões do auxílio emergencial para 67,2 milhões de brasileiros, num total de 288,3 milhões de pagamentos. Os ciclos de crédito em conta e saques em espécie seguem até dezembro para o pagamento das cinco parcelas definidas pelo governo Federal para o público do CadÚnico e para quem se cadastrou pelo App Caixa/auxílio emergencial ou pelo site.
Já o saque emergencial do FGTS já beneficiou 55 milhões trabalhadores, com o valor de R$ 34,7 bilhões. Na segunda-feira, dia 21, a Caixa vai creditar o saque emergencial do Fundo na conta poupança social digital de aproximadamente 4,9 milhões de trabalhadores nascidos no mês de dezembro. Nessa etapa, o total de recursos liberados somam cerca de R$ 3 bilhões. O saque emergencial tem como objetivo o enfrentamento do estado de calamidade pública reconhecido pelo governo Federal em razão da pandemia do coronavírus. A previsão é que durante todo o calendário sejam pagos cerca de R$ 37,8 bilhões para aproximadamente 60 milhões de trabalhadores.

Correio do Povo

Nenhum comentário:

Postar um comentário