sábado, 8 de agosto de 2020

Comissão tenta notificar Marchezan para dar início a apuração do processo de impeachment

Segundo a prefeitura de Porto Alegre, não houve nenhum pedido ou informação de agenda da Câmara

A notificação é um dos primeiros atos da Comissão Processante, que investiga denúncias que pedem o impeachment de Marchezan

A Câmara de Vereadores de Porto Alegre tentou, ao longo desta sexta-feira, notificar o prefeito Nelson Marchezan Júnior (PSDB). Até às 21h, não havia ainda o retorno do gabinete da prefeitura. A expectativa era formalizar o ato ainda nesta sexta-feira. A notificação é um dos primeiros atos da Comissão Processante, que investiga denúncias que pedem o impeachment de Marchezan.
O presidente da Casa, Reginaldo Pujol (Dem), disse estranhar a dificuldade obtida pelo diretor legislativo da Câmara para notificar o prefeito. A partir da notificação, começa a correr o prazo para apuração do processo. Após esse ato, o prefeito terá o prazo de 10 dias para se manifestar. Em seguida, a comissão tem prazo de cinco dias para apresentar um parecer prévio, que será analisado pelo plenário. Se aceita, tramitará até o relatório final, que também será votado pelos vereadores.
Segundo a prefeitura de Porto Alegre, não houve nenhum pedido ou informação de agenda da Câmara e, inclusive, o prefeito se reuniu durante todo o dia com dezenas de empresários por videoconferência.

Correio do Povo

Nenhum comentário:

Postar um comentário