terça-feira, 8 de outubro de 2019

Polícia Civil prende assessor de André Carús

Indivíduo teria suposta participação na captação de recursos mediante promessa de cargo público

Por Luiz Sérgio Dibe

Vereador André Carús foi alvo de operação em 1º de outubro de 2019

Vereador André Carús foi alvo de operação em 1º de outubro de 2019 | Foto: Guilherme Almeida / CP Memória

PUBLICIDADE

A Polícia Civil prendeu nesta segunda-feira mais um assessor parlamentar do vereador licenciado da Capital André Carús (MDB). Conforme o delegado Max Otto Ritter, a prisão temporária do suspeito foi decretada pela Justiça, pois indícios apurados nas investigações da Operação Argentários apontam para suposta participação do assessor em esquema criminoso de captação de recursos mediante promessa de favorecimento para obtenção de vaga em cargo público.

De acordo com a Polícia, a captação de recursos no gabinete do vereador "também era realizada com o pretexto de que servidores que já se encontravam em exercício se mantivessem em seus cargos", relatou. Carús foi preso no dia 1º de outubro e teve o prazo de sua prisão temporária renovado pela Justiça até quinta-feira. Dois outros assessores, que também haviam sido presos na semana passada, tiveram sua liberdade restabelecida na última sexta-feira.

As investigação, conforme Max Ritter, terão prosseguimento com novas diligências. O delegado, no entanto, evitou antecipar quais serão os próximos passos para não prejudicar a coleta de provas. Carús e parte de seus assessores estão sendo investigados pela suspeita de que exigiam dinheiro das pessoas que o vereador indicava para cargos públicos. A investigação partiu de denúncias de que servidores estariam sendo coagidos a tomar empréstimos pessoais para pagar os valores que supostamente eram exigidos pelo político.

Durante a deflagração da operação, no dia 1º de outubro, a Polícia efetuou buscas no gabinete do vereador na Câmara Municipal e nas residências dos suspeitos, onde foram apreendidos computadores e documentos que passaram a fazer parte do inquérito. Os investigadores pleiteiam, na Justiça, a quebra do sigilo fiscal e bancário do político e de seus assessores.


Correio do Povo

NEGÓCIOS

Vivara divulga preço das ações e pode passar a valer R$ 6 bilhões

Abertura de capital na bolsa deve levantar cerca de 2 bilhões de reais, que a companhia pretende usar para dobrar o número de lojas

MUNDO

Da Síria à China: quem confia em Donald Trump?

Presidente americano abandonou aliados curdos numa mostra de que pode intensificar decisões intempestivas de olho nas reeleições de 2020

BRASIL E MUNDO

Curtas – uma seleção do mais importante no Brasil e no mundo

Novo lote do IR; MPF aponta tortura em presídios sob intervenção; Gilmar: Lula não pode recusar semiaberto; E mais...

EXCLUSIVO PARA ASSINANTES

O homem de 1 quintilhão de dólares

O francês Max-Hervé George tem um seguro de vida que — na teoria — lhe garantirá uma fortuna absurda. Para manter benefício, ele vive em guerra jurídica

Nenhum comentário:

Postar um comentário