quarta-feira, 9 de outubro de 2019

Joice é condenada por erro em livro da Lava Jato

Joice Hasselmann foi condenada a pagar R$ 20 mil por danos morais ao empresário Hermes Freitas Magnus, primeiro denunciante da Lava Jato, informa a Época.

Maguns pedia R$ 2 milhões, mas o juiz André Augusto Salvador, do Tribunal de Justiça de São Paulo, reduziu o valor.

O empresário processou a deputada e a editora Universo dos Livros por ter sido citado como delator no livro “Delatores — ascensão e queda dos investigados na Lava Jato”, escrito por Joice e lançado em 2017.

Magnus, no entanto, não é delator, mas denunciante. Ele alega que o erro de Joice causou-lhe “humilhação pública” e “grande sofrimento”.


O Antagonista



Nenhum comentário:

Postar um comentário