segunda-feira, 7 de outubro de 2019

Governo retomará mineração de urânio, diz Bento Albuquerque

Ministro quer ampliar programa nuclear

Estuda fazer parcerias com setor privado

O ministro Bento Albuquerque (Minas e Energia) diz que o governo deve retomar as atividades na mina do Engenho, em Caetité (BA), até o fim de 2019Sérgio Lima/Poder360 - 29.jan.2019

PODER360
07.out.2019 (segunda-feira) - 7h45

O ministro Bento Albuquerque (Minas e Energia) afirmou que o governo pretende retomar a mineração de urânio em território nacional para ampliar o programa nuclear brasileiro. O produto é matéria-prima para o combustível utilizado em usinas nucleares. A declaração foi feita ao jornal Estado de S. Paulo e publicada nesta 2ª feira (7.out.2019).

A ideia do governo federal é retomar as atividades na mina do Engenho, em Caetité (BA), até o fim de 2019. O Brasil é dono da 7ª maior reserva geológica de urânio do mundo. Fica atrás da Austrália, do Casaquistão, do Canadá, da Rússia, da África do Sul e da Nigéria.

Atualmente, a exploração será feita unicamente pela estatal INB (Indústrias Nucleares do Brasil), mas o governo estuda alternativas.

“Existem algumas alternativas sem necessidade de alteração da Constituição para que essa atividade minerária possa ser feita pela INB e uma outra empresa de capital privado. No que diz respeito ao urânio, a INB seria majoritária. Na exploração, não tem só urânio, pode ter outro mineral e normalmente tem”, afirmou Albuquerque.


Poder 360

Nenhum comentário:

Postar um comentário