segunda-feira, 7 de outubro de 2019

Contagem decrescente final: faltam 99 dias para Microsoft aposentar o Windows 7

MICROSOFT

O Windows 10 já é o sistema operativo para desktops número um. Após ter alcançado 900 milhões de dispositivos ativos, destacou-se pela qualidade e aceitação após longos anos de um excelente Windows 7. Apesar disso, o Win7 ainda é aquele sistema que prende milhares de utilizadores e não está fácil persuadir a atualizar. Contudo, o tempo está a acabar.

Não tarda, todo e qualquer suporte ao Windows 7 estará fechado e os problemas poderão agravar-se. Atenção, faltam já menos de 100 dias para esse fechar de capítulo.

Imagem da caixa original do Windows 7 lançado pela Microsoft

Windows 7 ainda é dos mais populares do mundo

Além do Windows 7 ser o segundo sistema operativo mais popular do mundo, é também um problema para a Microsoft. Assim, a empresa está com dificuldades para convencer os utilizadores a largar o velho Win7.

Com o Windows 7 definido para chegar ao fim do suporte, os utilizadores têm apenas 99 dias para instalar o Windows 8.1 ou Windows 10. Além destes, claro está, podem mover-se para uma plataforma diferente, como Linux ou macOS. Obviamente que a evolução natural é o sistema atualizar para o Windows 10.

Windows 10 tem argumentos para abater Windows 7

Apesar da falta de suporte e dos apelos para atualização gratuita, a tarefa de atualizar está a ser mais penosa. Aliás, está mais complicada do que aquela em inícios de 2014, quando a Microsoft queria que todos deixassem o XP e abraçassem o Win7.  A razão para tal poderá ter a ver com a transição. Isto porque entre o Windows 7 e o Windows 10 houve aqui no meio o Windows 8.1, o que enfraqueceu as vontades de evolução.

O Windows 7 é frequentemente descrito como o último sistema operativo que oferece a experiência tradicional do Windows sem uma loja e todos os outros toques modernos. Windows 8 foi a primeira versão a vir com uma loja de aplicações embutida e o Metro UI, e enquanto o Windows 10 refina substancialmente a experiência com todos estes detalhes, ainda é considerada uma plataforma moderna por todos os meios.

Utilizadores ainda querem um Windows Clássico

Há ainda muitos utilizadores que continuam a querer só um Windows clássico. Esses, irão ficar presos ao Win7 mesmo depois da Microsoft retirar todo e qualquer suporte. No entanto, conforme referem os especialistas em segurança, o Windows 7 irá ficar vulnerável a ataques. Posteriormente, não irão contar com remendos de segurança lançados pela Microsoft.


Por outro lado, proteger um Windows 7 após o fim do suporte não deve ser uma tarefa difícil. Assim, os utilizadores mais avançados poderão configurar políticas especiais para evitar que um sistema seja exposto a ataques. As empresas cujas frotas ainda estarão no Windows 7 também podem deixar os sistemas offline, tornando mais difícil para os hackers comprometerem esses dispositivos.

Microsoft inicia ataque à atualização do Windows 7 que tem fim de vida em janeiro 2020

O Windows 7 chegará ao fim de vida, em termos de suporte Microsoft, em janeiro de 2020. Com a data já “perto” no horizonte, a Microsoft deseja aproveitar essa oportunidade para convencer os utilizadores … Continue a lerMicrosoft inicia ataque à atualização do Windows 7 que tem fim de vida em janeiro 2020

Pplware


Pplware

Nenhum comentário:

Postar um comentário