quinta-feira, 10 de novembro de 2022

Reunião de Lula com partidos marca início da distribuição de cargos

 Equipe mapeia funções de 1º e 2º escalões para receber indicações de aliados


O presidente eleito Luiz Inácio Lula da Silva (PT) vai conhecer, nesta 5ª feira (10.nov) a estrutura montada no Centro Cultural Banco do Brasil (CCBB), em Brasília, onde a equipe do governo de transição vai trabalhar pelos próximos dias. A posse do novo presidente será no dia 1º de janeiro de 2023.

Ainda no CCBB, o presidente eleito tem encontro marcado com parlamentares das bancadas aliadas que estiveram ao lado dele durante toda a campanha eleitoral. Estão previstas as presenças de representantes dos partidos da coligação -- PSB, PCdoB, PV, PSOL, Rede, Solidariedade, Avante e Agir.

Além deles, podem participar PSD e do MDB. A senadora Simone Tebet (MDB) é um nome certo no encontro. O presidente do Senado, Rodrigo Pacheco (PSD-MG) e o senador Marcelo Castro (MBD-PI), relator-geral do Orçamento de 2023 também devem participar da reunião.

Lula e o vice-presidente eleito, Geraldo Alckmin (PSB) devem fechar a lista com os integrantes da equipe de 50 pessoas que vão trabalhar junto com a Casa Civil no processo de transição.

Ministérios
Com o início da transição no governo federal também começou um mapeamento de quem pode ocupar os cargos de primeiro e segundo escalão, como ministérios e secretarias especiais. Lula e Alckmin tem dito que não necessariamente os escolhidos para a equipe de transição terão cargos no novo governo.

Fora as pastas que o PT não deve abrir mão, como da Economia -- que pode ser desmembrada -- o MDB, PSD, PSB, PSOL e Rede surgem como possíveis ocupantes de cadeiras na Esplanada. Vale lembrar que a decisão de Lula também vai levar em consideração nomes de parlamentares que podem permanecer no Congresso Nacional para fortalecer a base aliada.


SBT News

Nenhum comentário:

Postar um comentário