sábado, 19 de novembro de 2022

Presidente da Ucrânia descarta 'trégua curta' com a Rússia

 Zelensky avaliou que russos desejam negociação para recuperar forças e fazer novos ataques

O presidente da Ucrânia, Volodimir Zelensky, descartou nesta sexta-feira a ideia de uma "trégua curta" com a Rússia, dizendo que isso só pioraria as coisas. "A Rússia agora busca uma trégua curta, um respiro para recuperar as forças. Alguém pode chamar isso de fim da guerra, mas esse respiro só pioraria a situação", afirmou Zelensky em declarações transmitidas no Fórum Internacional de Segurança de Halifax, no Canadá. "Uma paz genuína, duradoura e honesta só pode ser o resultado de um término completo da agressão russa", disse o mandatário.

A Casa Branca afirmou mais cedo que Zelensky é o único que pode decidir quando iniciar conversas de paz com a Rússia, rejeitando a ideia de que pressiona Kiev para negociar o fim da guerra, que já dura quase nove meses. No entanto, o chefe do Estado-Maior Conjunto dos Estados Unidos, o general Mark Milley, sugeriu na quarta-feira que Kiev poderia aproveitar e abrir negociações para acabar com a guerra, depois de suas vitórias significativas no campo de batalha e com as forças russas significativamente enfraquecidas.

Milley, porém, também afirmou que as chances da Ucrânia expulsar militarmente a Rússia de todo seu território eram baixas. "A probabilidade de uma vitória militar ucraniana, expulsando os russos de toda a Ucrânia, incluindo a Crimeia, a probabilidade de isso acontecer em breve, não é alta", disse Milley, embora tenha apontado que pode haver uma solução política para a retirada de Moscou.


AFP e Correio do Povo

Nenhum comentário:

Postar um comentário