terça-feira, 13 de setembro de 2022

Senado RS: Maristela quer promover mudanças pelo social

 Candidata foi a entrevistada desta segunda-feira na sabatina do Esfera Pública



Foi buscando promover mudanças na política que candidata Maristela Zanotto (PSC) aceitou concorrer ao Senado. "Não estou entrando por promessas. Eu tenho projeto. E é preciso analisar cada projeto", enfatizou a candidata, que classifica seu desejo na política pelo "social". Com a bandeira da geração de empregos e do empreendedorismo, ela concorre na chapa de Roberto Argenta (PSC). 

Estreante em um eleição, Maristela tem passagens por outros partidos, como PTB, e já integrou a direção estadual e municipal de outras siglas. Nesta eleição, iria atuar novamente nos bastidores, ajudando na candidatura de Argenta, contudo, decidiu que não poderia "ficar de braços cruzados" ante às injustiças na política.

Ela confidenciou que, mesmo se sentindo realizada profissionalmente, precisa de algo mais. "Política não é profissão. É missão. Para mim, não poderia haver reeleição. Você vai, faz as coisas como deveria ser", ressaltou. Pontuou ainda ser movida por desafios, o que foi um motivo extra para integrar a chapa de Argenta. 

Maristela foi a oitava candidata a participar da série de entrevistas, no Esfera Pública, da Rádio Guaíba, com os postulantes ao Senado. As sabatinas são conduzidas pela colunista do Correio do Povo, Taline Oppitz.

Correio do Povo

Nenhum comentário:

Postar um comentário