domingo, 18 de setembro de 2022

Rústica da Marinha celebra 200 anos da Independência em Porto Alegre

 Prova ocorreu na Praia José Comunal, no bairro Belém Novo

Atletas percorreram trecho de 1,5 quilômetro do rio Guaíba 

Cerca de 40 atletas participaram da Rústica Natatória 200 Anos de Independência, realizada na Praia José Comunal, no bairro Belém Novo, zona Sul de Porto Alegre. A prova de natação de 1,5 quilômetro foi promovida pela Capitania Fluvial de Porto Alegre (CFPA), da Marinha do Brasil. O sol e o clima ameno foi um convite aos nadadores, ainda que o vento soprasse um pouco mais forte, mas nada que atrapalhasse o desempenho dos esportistas. No masculino, o primeiro colocado foi Kassius Vargas Prestes, com tempo de 16min57seg. No feminino, a liderança foi de Raquel Beck da Silva, com 24min28seg.

A orla do Belém Novo junto ao Guaíba é considerada pela organização como um dos trechos ideais, por ser um trecho de águas próprias para banho, muita sombra e com infraestrutura adequada para os atletas. O diretor da prova, Wilson Mattos, juiz oficial da Federação Internacional de Natação (FINA) por 14 anos, é nome conhecido entre os participantes. Ele procedeu às instruções aos atletas pouco antes do início. “A entrada de Wilson, além de ser uma honra, sinaliza também o início de um grande projeto para a natação em águas abertas no Rio Grande do Sul. Ele foi um grande atleta de triathlon e tem muita experiência na organização de provas de águas abertas”, afirma Francismar Siviero, um dos coordenadores da prova e entusiasta da natação em águas abertas.

Antes da prova, a preparação foi intensa, e muitos dos nadadores se mostravam concentrados. Depois dela, foi realizada uma confraternização entre os participantes. Próximo dali, uma ação do Dia Mundial da Limpeza, no qual voluntários se reuniram para recolher resíduos diversos, também ajudou a ampliar o público presente. Familiares e amigos dos competidores também estiveram presentes para acompanhar o percurso.

“Este é um dos eventos que estiveram programados, dentro das celebrações dos 200 anos da Independência. Vários apoiadores nos auxiliaram, e temos de agradecer a eles. Para a Marinha, é muito importante esta proximidade com a sociedade, bem como a promoção de eventos náuticos, ainda mais no pós-pandemia. Que venham outras rústicas”, comenta o capitão-de-fragata Rodrigo Feitosa dos Santos, ajudante da CFPA.  Até o fechamento desta matéria, os nomes dos vencedores da rústica ainda não haviam sido confirmados.

Correio do Povo

Nenhum comentário:

Postar um comentário