terça-feira, 13 de setembro de 2022

"Os tempos são de tumulto e desassossego", diz Cármen Lúcia

 Declarações foram feitas durante cerimônia de posse da ministra Rosa Weber como presidente do Supremo Tribunal Federal



A ministra Cármen Lúcia, do Supremo Tribunal Federal (STF), fez discurso em defesa da democracia nesta segunda-feira, durante a posse da ministra Rosa Weber como presidente da corte. De acordo com Cármen, a colega de plenário assume o Judiciário em meio a tensão histórica.

"Vossa Excelência não assume o cargo em momento histórico de tranquilidade social e de calmaria, bem diferente disso. Os tempos são de tumulto e desassossego no mundo e no Brasil", disse a magistrada.

Cármen foi escolhida para falar representando os demais ministros do tribunal. Ela afirmou que o momento "cobra decoro e a República demanda compostura", e que Rosa é um exemplo de alguém que atende essas atribuições. "A despeito das dificuldades momentâneas ninguém seria mais adequada para estar na posição agora assumida. Magistrada séria, responsável, democrata", completou Cármen.

Posse

Rosa Weber assume o comando da corte pelos próximos 13 meses. Ela deveria ficar dois anos na gestão, mas terá de deixar o posto em razão da idade. A ministra completa 75 anos em 2023, idade máxima para ocupar uma das cadeiras do tribunal.

A cerimônia de posse começou às 17 horas desta segunda e contou com a presença de autoridades dos Três Poderes, entre elas o presidente do Senado, Rodrigo Pacheco, e da Câmara, Arthur Lira. O presidente Jair Bolsonaro foi convidado, mas decidiu não comparecer. Os convites foram enviados pela internet ou correspondência. A ministra optou por não entregar pessoalmente para os convidados.

R7 e Correio do Povo

Nenhum comentário:

Postar um comentário