segunda-feira, 5 de setembro de 2022

No RS, presidenciável do Novo defende a renovação na política

 Luiz Felipe D'Ávila participou de encontros com apoiadores



Em visita o Rio Grande do Sul, o candidato à presidência pelo Novo, Felipe D’Ávila, defendeu a renovação na política. Durante encontro com apoiadores em Porto Alegre, na tarde deste domingo, ele ressaltou que não será a eleição do próximo dia 2 de outubro - primeiro turno - que mudará a política no país. Mas que esse deve ser o início do processo de mudança. “Essa eleição é o maior desafio da democracia brasileira desde 1985 porque a democracia vem se esgarçando lentamente durante 20 anos”, ressaltou, citando casos de corrupção, como Mensalão e Orçamento Secreto. 

Para ele, diante desse panorama, é fundamental a recuperação da paz, o entendimento, a tolerância e civilidade. Segundo D’Ávila, esse processo é vital para restabelecer a confiança das pessoas na política e nas instituições. “É preciso despertar a consciência das pessoas que o voto delas é que irá determinar o futuro que iremos ter para o país e para a democracia”, enfatizou o candidato. 

Apesar de não figurar entre os primeiros da pesquisa eleitoral, D´Àvila ressaltou a importância da presença do partido nas assembleias e no Congresso. No caso do RS, ele acredita que há condições de a sigla conseguir dobrar o tamanho da sua bancada, atualmente formada por dois deputados, e o mesmo na Câmara, onde só há um representante pelo RS. 

Correio do Povo


Central de Vacinas de São Borja iniciará busca ativa contra Poliomielite


São Paulo arranca empate com o Cuiabá no fim



Centro de Saúde de São Marcos terá atendimento médico estendido a partir de outubro


Atlético-MG bate Atlético-GO e se aproxima da parte de cima da tabela

Nenhum comentário:

Postar um comentário