segunda-feira, 5 de setembro de 2022

Homem que furtou avião nos EUA é acusado de ameaça terrorista

 Corey Patterson, de 29 anos, chegou a dizer aos policiais que jogaria aeronave sobre um hipermercado, mas foi preso ao pousar



Autoridades federais dos Estados Unidos serão responsáveis por processar Cory Patterson, de 29 anos, que furtou um avião de pequeno porte e ameaçou jogá-lo sobre um hipermercado no estado do Mississippi, na manhã de sábado (4). Ele foi preso após conseguir pousar em um campo.

Além do próprio furto da aeronave, Patterson responderá pelo crime de ameaça terrorista. A motivação do crime, todavia, não foi esclarecida. O FBI (polícia federal dos EUA) investiga o ocorrido. 

O caso mobilizou autoridades estaduais durante toda a manhã. Diversos locais, incluindo duas unidades do Walmart, precisaram ser esvaziados nos arredores da cidade de Tupelo.

Patterson trabalhou por dez anos em uma empresa de aviação no aeroporto regional da cidade e, segundo a polícia, tinha acesso à aeronave que furtou.

O chefe do Departamento de Polícia de Tupelo, John Quaka, afirmou que ele tinha "alguma instrução de voo", mas que precisou de auxílio por telefone de um piloto profissional para conseguir pousar o avião, um bimotor Beechcraft King Air C90.

O homem voou por cerca de cinco horas, período em que um negociador manteve contato telefônico com ele.

Em uma publicação no Facebook enquanto ainda estava no avião, Patterson chegou a pedir desculpas. O texto foi apagado posteriormente.

"Desculpe a todos. Na verdade, nunca quis machucar ninguém. Eu amo meus pais e minha irmã, isso não é culpa sua. Adeus", escreveu.

R7 e Correio do Povo

Nenhum comentário:

Postar um comentário