terça-feira, 20 de setembro de 2022

Escola gaúcha guarda memórias da Rainha

 Projeto escolar "Realeza em Pauta", que começou despretensioso, a partir da curiosidade de alunos do 3º ano do Ensino Fundamental sobre a vida de "rainhas de verdade", resultou em carta ilustre, respondida por Elizabeth II

Bárbara Niedermeyer *



O legado da Rainha Elizabeth II, falecida em 8 de setembro, será lembrado por muitos anos em diversas partes do mundo. Um desses locais fica a cerca de 180 km da capital gaúcha, em Fagundes Varela, município com uma população estimada pelo IBGE de 2.750 habitantes. Na cidade, há pouco mais de três anos, estudantes do 3º ano da Escola Municipal de Ensino Fundamental Caminhos do Aprender receberam uma carta ilustre, da então monarca do Reino Unido.

Projeto

A história do projeto “Realeza em Pauta” começou em 2019, durante uma atividade de vivências que foi desenvolvida pelas professoras das turmas de 3º ano do Ensino Fundamental Jéssica Tessaro e Nicole Cenci. “A ideia surgiu da visita dos alunos a festas da região, a Femaçã (em Veranópolis) e a Bella Festa, na própria cidade. Na época, eles conheceram as rainhas desses eventos e quiseram saber mais sobre ‘rainhas de verdade’, e onde elas viviam”, lembra Nicole, professora de Inglês da turma.

Jéssica conta que quando foram procurar saber como enviar uma carta produzida pelos alunos, nem mesmo esperavam receber resposta. “Quando nos informamos sobre o envio da carta, vimos que poderia ser difícil ter um retorno. Nunca imaginamos que ela ia responder. E, se viesse resposta, achávamos que ia ser uma automática.”

Superando todas as expectativas, o retorno, que tanto alegrou as professoras e os alunos, veio em torno de um mês depois, contendo uma mensagem especial e única para as crianças. “Na carta, a Rainha agradecia o interesse deles e dizia que apreciava e incentivava o estudo. Foi um momento de euforia para todos nós”, finaliza Jéssica. Já para Nicole, a experiência foi uma mistura de felicidade e emoção. “Para todo mundo foi uma surpresa, principalmente por ter sido tão rápido. Recebemos esse retorno e ficamos muito eufóricos, foi muito emocionante”, destaca a docente.

Despedida

Quando soube do falecimento da monarca, ocorrido no dia 8 de setembro e cuja cerimônia de despedida ocorre até esta segunda-feira, Jéssica desacreditou da notícia, e logo pensou nos alunos da turma. “Achava que ela era imortal, que pelo menos até os 100 anos ela ia viver, já que passou até por Covid e guerras. Fiquei bastante perplexa. Logo pensei nas crianças e mandei mensagem para alguns alunos.” A professora também argumenta que a situação tão especial ficou marcada no coração dos estudantes da única escola municipal de Ensino Infantil e Fundamental de Fagundes Varela, que, hoje, estudam em outra instituição. “Sempre que nos encontramos, eles comentam, muito felizes, de quando fizemos essa atividade!”.

*Sob Supervisão de Maria José Vasconcelos

Correio do Povo

Nenhum comentário:

Postar um comentário