terça-feira, 13 de setembro de 2022

Eleições 2022: mais um prazo vencido

 Justiça Eleitoral gaúcha agiliza análise de registro das candidaturas. No dia da eleição, resultados são esperados para as 22h



O fim do prazo para que a Justiça Eleitoral julgasse, em todo país, os pedidos de registros de candidaturas e eventuais recursos relativos a indeferimentos transcorreu sem surpresas. O Rio Grande do Sul foi um dos estados mais ágeis nas análises dos pedidos. Segundo o presidente do Tribunal Regional Eleitoral (TRE), desembargador Francisco José Moesch, até a tarde desta segunda-feira, o Estado, que tinha apenas sete pedidos ainda aguardando julgamento, estava atrás apenas do Mato Grosso do Sul.

O desembargador destacou, no entanto, e com razão, que o importante não é o ranking, mas o trabalho comprometido da equipe do TRE. Em solo gaúcho, são pouco mais de 8,5 milhões de eleitores e irão trabalhar no dia da eleição cerca de 108 mil mesários. O presidente do TRE reconheceu, em entrevista ao programa “Esfera Pública”, da Rádio Guaíba, que o fato de os eleitores terem que escolher cinco candidatos, aliado à proibição de ingresso dos eleitores na cabine de votação com celulares, câmeras fotográficas ou filmadoras, deve levar um tempo maior para a conclusão do voto. Mesmo assim, a expectativa é a de que, até às 22h, os resultados já sejam oficialmente conhecidos.

Em tempos de desconfiança de ala da população sobre a credibilidade do sistema eleitoral e das urnas eletrônicas, um outro fator deve ser destacado para desavisados. Em função de convênios estabelecidos entre o TRE e instituição como o Instituto Geral de Perícias (IGP), parte dos eleitores que ainda não realizou seu cadastro biométrico pode chegar no momento do voto com a ferramenta ativada. Não se trata de fraude, mas do uso da tecnologia para facilitar o processo, a atuação das instituições e a vida dos eleitores. 

Correio do Povo

Nenhum comentário:

Postar um comentário