sexta-feira, 16 de setembro de 2022

Acampamento Farroupilha: gaúchos contam com apoio para reconstruir piquetes após incêndio

 Fogo nos piquetes do Acampamento Farroupilha, em Porto Alegre, iniciou por volta das 3h30 da madrugada desta quinta-feira



Ana Paula Brasil Giménez, filha de Luiz Henrique Freitas Brasil, está com um sentimento de tristeza. O pai dela é o patrão do piquete Freitas Brasil, fundado em 1999 e um dos dois destruídos por um incêndio ocorrido nesta madrugada, no Acampamento Farroupilha, no Parque Harmonia de Porto Alegre. O outro foi o piquete Dois Amigos. O fogo iniciou por volta das 3h30, de acordo com o Corpo de Bombeiros, e controlado rapidamente. Inicialmente, a corporação havia dito que as chamas haviam iniciado em torno das 5h.

Conforme a GAM3 Parks, empresa gestora do Parque Harmonia, havia seis pessoas nos locais no momento do incidente, mas todos foram retirados a tempo. Ninguém ficou ferido. “Tivemos perdas materiais. Só que são muitos sentimentos que afloram. Coisas que herdamos de meu avô acabaram se perdendo no fogo, como um pala que meu pai deixava guardado”, lamentou ela, acrescentando que a família está sendo acolhida pelos piquetes vizinhos.

“Estamos nos mobilizando, junto com a coordenação dos festejos, para conseguir levantar um novo galpão, e, pelo menos, terminar este 2022 ou chegar até o dia 20 com o piquete em pé, para novamente nos colocarmos aqui, onde sempre gostamos de estar”. Segundo ela, uma verdadeira rede de solidariedade foi formada depois do incidente. “Queremos agradecer todo o apoio que recebemos. A comissão está se reunindo com todos os piquetes para mobilizar doações de roupas e objetos. Muitas pessoas perderam coisas pessoais. Ficamos dois anos parados, e então foi bem difícil nos colocarmos aqui”.

Correio do Povo

Nenhum comentário:

Postar um comentário