sexta-feira, 5 de agosto de 2022

"Nossa democracia não está sob ameaça", diz Mourão no RS

 Vice-presidente vê problemas, mas nega possibilidade de fraude no sistema eleitoral



Durante palestra em evento no litoral norte do RS, o vice-presidente da República, Hamilton Mourão (Republicanos), que disputa vaga ao Senado pelo Estado, negou que haja ameaça à democracia no Brasil. "Nossa democracia não está sob ameaça. Alguma vez o presidente Bolsonaro disse que ia fechar o Congresso? Disse que aumentaria a quantidade de ministros do Supremo Tribunal Federal (STF) para indicar a maioria? Não", disse para a plateia de empresários locais.  

Mourão, no entanto, enfatizou a necessidade de reestabelecer a harmonia entre os poderes.  "É necessário viver dentro da democracia. É um sistema perfeito? Não, pois a natureza humana não é perfeita", afirmou. O vice-presidente ainda defendeu um "estado de direito, com a lei valendo para todos", disse. Ele apontou problemas no Judiciário, criticando formalismos e prazos, citando a anulação do caso da Boate Kiss, ocorrido em 2013, como exemplo. 

O general falou também sobre o sistema de votação, que "tem problemas, mas não admite fraude", em suas palavras. "Se houvesse uma fraude gigantesca nas últimas eleições, isso teria vindo à tona. Esse país não guarda segredo", afirmou. Ele voltou a dizer que se "perdeu tempo na discussão sobre as urnas eletrônicas", que foi, em sua visão, mal interpretada, visto que a defesa da impressão do voto foi confundida com voltar a votar utilizando papel.

Correio do Povo

Nenhum comentário:

Postar um comentário