quarta-feira, 10 de agosto de 2022

Bancos já realizaram 14 bilhões de transações com Pix

 


Captura de Tela 2022-08-10 a?s 15.56.26.png

Presidente da Febraban destaca que avanço tecnológico confere segurança para o uso da modalidade de pagamento

São Paulo - O presidente da Federação Brasileira de Bancos (Febraban), Isaac Sidney, deu um recado sobre as eleições na abertura de congresso de tecnologia da entidade e destacou os avanços do Pix, que já chega a volume de R$ 7,5 trilhões, com 14 bilhões de transações. "Entendemos que o processo eleitoral é uma oportunidade única que a democracia oferece para discussão do futuro do País", afirmou Sidney na Febraban Tech.

"Ao final, o que deve prevalecer, do resultado das eleições, são as ações concretas no enfrentamento dos nossos problemas", afirmou Sidney. "Importante também será a eleição para deputados e senadores, para que possamos avançar nas reformas de que tanto o Brasil tanto precisa", disse no fim do discurso.

   

O presidente da Febraban falou que os bancos tem investido em tecnologia, e este movimento vem ganhando ainda mais força, dando mais segurança para as transações. "Uma revolução tecnológica está acontecendo nos bastidores do setor bancário." Sidney citou o uso cada vez mais frequente de algoritmos pelos bancos, da inteligência artificial e do blockchain.

Pix 

Parte do discurso Sidney usou para falar de avanços recentes nos bancos, incluindo o Pix. Foram 14 bilhões de transações, com R$ 7,5 trilhões de volume financeiro. "Mais de 118 milhões de pessoas físicas e jurídicas que já utilizaram o Pix, e 469 milhões de chaves cadastradas", disse ele. O porcentual de adultos com acesso a serviços financeiros atingiu 96% em 2020, disse Isaac Sidney.  

Crédito  

Os bancos desembolsaram valor recorde de recursos para empréstimos na pandemia, liberando R$ 9,5 trilhões, destacou o executivo. Para 2022, a previsão da Febraban é que o crédito cresça 10,4%. "Durante a pandemia também democratizamos o crédito, como nunca foi feito anteriormente", disse.

Fonte: O Dia Online - 09/08/2022 e SOS Consumidor

Nenhum comentário:

Postar um comentário