quarta-feira, 20 de julho de 2022

Candidatos ao governo do RS poderão gastar até R$ 11,5 milhões em campanha

 TSE divulgou limite de gastos para os postulantes aos cargos das eleições de 2022



O Tribunal Superior Eleitoral (TSE) divulgou nesta terça-feira os limites de gastos para as campanhas eleitorais. O valor mais alto é para a campanha à presidência da República. No primeiro turno, os candidatos poderão gastar até R$ 88.944.030,80. No segundo turno, haverá um acréscimo de R$ 44.472.015,40.

Nos estados, conforme decisão do plenário do Tribunal, os valores de 2018 foram atualizados pelo Índice Nacional de Preços ao Consumidor Amplo (IPCA), aferido pelo Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE). O índice, portanto, amplia em R$ 2.462.724,00 (27%) o montante que pode ser gasto pelas candidaturas no primeiro turno ao governo do Estado.

Os 11 postulantes ao Palácio Piratini poderão dispender até R$ ‬11.562.724,00 no primeiro turno neste ano, enquanto o teto há quatro anos foi de R$ 9.100.000,00. Há, posteriormente, um acréscimo para o segundo turno em R$ 5.781.362,00. Para os pré-candidatos ao Senado, o limite de gastos com a campanha é de R$ 4.447.201,54.

Para os políticos gaúchos que pretendem ingressar ou renovar cadeiras na Câmara dos Deputados, será possível gastar até R$ 3.176.572,53, enquanto os concorrentes por vagas na Assembleia Legislativa têm o teto de R$ 1.270.629,01 para a corrida eleitoral.

O limite fixado é único e inclui os gastos realizados pela candidata ou pelo candidato a vice ou suplente. 

Limite das campanhas em 2018 (RS)
Governador - R$ 9.100.000,00
Senador - R$ 3.500.000,00
Deputado Federal - R$ 2.500.000,00
Deputado Estadual - R$ 1.000.000,00

Limite das campanhas em 2022 (RS)
Governador - R$ 11.562.724,008*
Senador - R$ 4.447.201,54
Deputado Federal - R$ 3.176.572,53
Deputado Estadual - R$ 1.270.629,01
*Acréscimo segundo turno: R$ 5.781.362,00

Correio do Povo

Nenhum comentário:

Postar um comentário