quinta-feira, 12 de maio de 2022

Obras da Copa em Porto Alegre devem ficar prontas perto da final no Catar

 Quase oito anos após evento que teve Capital como uma das sedes, trabalhos seguem



A final da Copa do Mundo neste ano acontece em 18 de dezembro, no Catar. Até lá, na projeção da prefeitura, Porto Alegre pretende finalmente terminar as obras de outra Copa, a de 2014. Quase oito anos depois do evento esportivo que teve a capital como uma das sedes, a ampliação da avenida Severo Dullius, a duplicação da Avenida Tronco e o trecho dois das melhorias na rua Voluntários da Pátria, da altura da Ramiro Barcelos até a avenida Sertório, ainda estão pendentes. A última, aliás, nem mesmo começou e passará por mudanças de projeto.

Na manhã desta quarta-feira, o prefeito em exercício Idenir Cecchim e o secretário municipal de Obras e Infraestrutura, André Flores vistoriaram uma dessas obras, a avenida Severo Dullius, no ponto que passará a ter ligação com a rua Dona Alzira, no bairro Sarandi. Segundo o poder público municipal, os trabalhos atingiram os 85% de execução. “A complexidade de engenharia e a questão fundiária, com as remoções, acabaram atrasando bastante essa obra. Não existem mais complicadores e adversidades. Agora é trabalho”, garantiu Flores.

Cecchim reforçou que a luta por essa ampliação vem de antes ainda da Copa no Brasil. Ele lembra que como representante da associação comercial da região já havia essa demanda há 30 anos. “Essa obra vai tirar 30% ou mais do movimento da Sertório, que está com o trânsito saturado. É importante para o transporte, para as pessoas e para a cidade”, garantiu o prefeito em exercício. A via é um dos acessos ao Aeroporto Internacional Salgado Filho, mas pode se tornar também um ponto de instalação de empresas de logística, pela posição estratégica, na visão de Cecchim.

Estão sendo realizados serviços de terraplenagem, aterros, reforços com rachão, drenagem e limpeza da região do Arroio Areia, além do avanço na construção da ponte sobre o arroio Passo da Mangueira. Depois disso ainda está prevista a readequação das pontes, a sinalização e a implantação da iluminação pública. O investimento para a ampliação em dois quilômetros de extensão é de R$ 77,9 milhões.

Obras seguem na Tronco

Os trabalhos seguem também na zona sul, na Avenida Tronco. A obra, neste caso, está dividida em dois lotes. O dos trechos 1 e 2 está 60% concluído, enquanto o dos trechos 3 e 4 já atinge 72% da obra pronta. Conforme o titular da Secretaria Municipal de Obras e Infraestrutura (SMOI), a projeção é que essa obra também esteja pronta ou muito próxima disso no final deste ano. O financiamento nesta obra é de R$ 133,6 milhões.

“Lá era muito mais complexa com a questão das remoções. Eram 1,5 mil famílias. Houve judicialização e com o passar do tempo os preços de contrato se modificaram, precisando ser feitas algumas alterações”, explica André Flores. Ele frisa que a conclusão dessas obras, além de avanço para a mobilidade urbana, também é positivo “por essa questão, até psicológica, de terminar as obras da Copa”.

Avenida Tronco segue sendo duplicada na zona sul

Obras seguem na avenida Tronco, zona sul de Porto Alegre. Foto: Matheus Piccini
 

Moradores próximos acompanham o trabalho das máquinas. “Poderia estar pronta há muito tempo. Quanto terminar vai desafogar a zona, melhorando o fluxo”, acredita o autônomo Eduardo Vincenzo, 43. Já o frentista Angelo Retzlaff, 59, é cético quanto ao prazo de encerramento da obra no final do ano. “Eu não acredito. Vai levar mais um ou dois anos. Se não pegar outra Copa ainda”, diz. Apesar de reconhecer a importância da obra para a mobilidade, ele reclama que a obra gera transtornos paralelos. “Está ficando uma vergonha. Falta água e não avisam, gera transtorno para as outras ruas”.

Voluntários passará por novos estudos

O trecho 2 da rua Voluntário da Pátria, onde as obras nem chegaram a começar, é um caso a parte. O projeto deixará de ser uma “obra da Copa” e entrará no escopo do chamado “Centro Expandido”, que contempla melhorias também no Centro Histórico, na Orla do Guaíba e no 4º Distrito. O titular da SMOI, reforça que, no projeto inicial, que data de 2008, a via era somente uma ligação entre a avenida Sertório e a rodoviária.

“Hoje não, o cenário é outro. Temos uma região sendo planejada com atrativos de índice e que demanda uma outra mobilidade”, explica André Flores, citando o planejamento para a região do 4º Distrito. O secretário ressalta que há necessidade de novos estudos para contemplar premissas do projeto da cidade em fomentar a instalação de novas empresas e o turismo na região.

Voluntários da Pátria terá novo projeto junto ao Centro Expandido.

Voluntários da Pátria terá novo projeto para revitalização. Foto: Matheus Piccini
 

Porto Alegre conta com investimentos do Banco Internacional para Reconstrução e Desenvolvimento (Bird) e da Agência Francesa de Desenvolvimento (AFD) para o programa Centro+. Somado com recursos próprios, os valores liberados em dezembro do ano passado chegam a US$ 152 milhões. “Pretendemos incluir (a Voluntários) para que seja melhor traçado o projeto neste contexto. Não podemos fazer obra olhando para o passado e sim para o futuro”, frisa Flores.

Correio do Povo


Justiça define datas para julgamentos dos réus do caso Ronei Jr.

Nenhum comentário:

Postar um comentário