sexta-feira, 20 de maio de 2022

Bolsonaro tem encontro com o bilionário Elon Musk nesta sexta, em São Paulo

 


O presidente Jair Bolsonaro terá uma reunião na manhã desta sexta-feira (20) com o empresário bilionário Elon Musk, CEO da Tesla e que ainda está em tratativas para comprar o Twitter. O encontro dos dois vai acontecer em São Paulo.

Musk aceitou conversar com Bolsonaro a convite do ministro das Comunicações, Fábio Faria. Nesta quinta-feira (19), Bolsonaro falou que encontraria “uma pessoa muito importante”, mas não citou o nome do bilionário.

“Tenho um encontro amanhã [sexta-feita] com uma pessoa muito importante, que é reconhecida no mundo todo e que vem para cá oferecer para ajudar a nossa Amazônia, o coração”, disse o presidente, na live semanal.

Twitter

Ao anunciar a negociação para se tornar proprietário do Twitter, Musk teceu críticas à plataforma e defendeu que os usuários da rede social tenham mais liberdade para expressar seus pensamentos.

“A liberdade de expressão é a base de uma democracia que funciona, e o Twitter é a praça pública digital onde os temas vitais para o futuro da humanidade são debatidos”, pontuou. “Espero que até meus piores críticos permaneçam no Twitter, porque é isso que significa liberdade de expressão”, acrescentou.

A compra do Twitter agradou ao governo federal. Constantemente, Bolsonaro critica decisões do Supremo Tribunal Federal (STF) que restringem o acesso de apoiadores do presidente à plataforma e reclama de uma perseguição do Judiciário contra os seus eleitores. Com Musk à frente da rede social, o Executivo espera que esse tipo de situação seja coibido.

Ao comentar sobre a negociação, no fim de abril, Bolsonaro disse que a compra da plataforma “mudou o humor do Brasil”. Além disso, Musk recebeu os parabéns de Fábio Faria. “Que o Twitter passe a ser o templo da liberdade de expressão, diferentemente de algumas outras plataformas que se tornaram local de censura e perseguição ideológica!”

O empresário é a pessoa mais rica do mundo, com uma fortuna avaliada em 269 bilhões de dólares (cerca de R$ 1,3 trilhão). Para comprar o Twitter, Musk fez uma oferta de 44 bilhões de dólares (R$ 214 bilhões).

O Sul

Nenhum comentário:

Postar um comentário