segunda-feira, 16 de agosto de 2021

Sistema do Tesouro Nacional sofre ataque hacker

 


A rede interna da Secretaria do Tesouro Nacional sofreu um ataque hacker na noite de sexta-feira (13), informou o Ministério da Economia. Em nota, a pasta disse que “as medidas de contenção foram imediatamente aplicadas e a Polícia Federal, acionada”, mas não detalhou o grau de dano provocado pela invasão ao sistema.

Segundo o órgão, trata-se de um ataque de ransomware. Nesse tipo de ação, invasores pedem algo, geralmente dinheiro, em troca de dados “sequestrados” de um computador.

Há um bloqueio para que o usuário invadido não consiga acessar parte de seus próprios arquivos enquanto não pagar o resgate. Isso é problemático principalmente quando não se tem um backup.

“Os efeitos da ação criminosa estão sendo avaliados, neste primeiro momento, pelos especialistas em segurança da Secretaria do Tesouro Nacional e da Secretaria de Governo Digital”, informou o Ministério da Economia.

“Nesta primeira etapa, avaliou-se que a ação não gerou danos aos sistemas estruturantes da Secretaria do Tesouro Nacional, como o Sistema Integrado de Administração Financeira (SIAFI) e os relacionados à Dívida Pública. As medidas saneadoras estão sendo tomadas.”

Esta não é a primeira vez que um sistema do governo federal sofre um ataque hacker. Em fevereiro, foi a vez do Ministério da Saúde.

Os invasores deixaram a mensagem “Este site está um lixo!”, escrita no FormSUS, um serviço do DataSUS para a criação de formulários.

Segundo a pasta, não houve vazamento de informações e a situação foi controlada pela equipe de segurança da informação.

Eles disseram que tratou-se de uma técnica conhecida como “defacement”, comparada a uma pichação, que “consiste na realização de modificações de conteúdo e estética de uma página da internet”.

No ano passado, o Tribunal Superior Eleitoral (TSE) foi alvo de dois ataques. Um deles foi uma tentativa de tirar o sistema do ar do dia de votação do segundo turno das eleições. Na época, o ministro e presidente do TSE, Luís Roberto Barroso, disse que o ataque foi neutralizado.

Além deste, o TSE sofreu uma invasão que expôs dados pessoais de funcionários antigos e ex-ministros.

O Sul

Nenhum comentário:

Postar um comentário