quinta-feira, 22 de julho de 2021

Quase 24% da população gaúcha já está com o esquema completo de vacinação

 


Mais de 2,41 milhões de habitantes do Rio Grande do Sul já estão com o esquema vacinal completo, seja pela dose única do imunizante da Janssen ou pela segunda injeção de Coronavac, Oxford ou Pfizer. O contingente representa 45,6% do grupo prioritário (5,25 milhões), 30% dos indivíduos vacináveis (8,95 milhões de adultos) e 23,6% da população geral dos 497 municípios gaúchos (11,3 milhões).

Já no que se refere à aplicação da primeira dose das três vacinas de duas etapas, são mais de 5,77 milhões de habitantes do Estado já receberam a primeira dose, o que representa 77,5% do grupo prioritário, 67,6% dos indivíduos vacináveis e 53,2% da população geral do Estado.

Quanto à abrangência das vacinas ministradas em duas etapas, o predomínio de primeiras doses no Rio Grande do Sul é do imunizante de Oxford-Astrazeneca (54,4%), seguido pela Coronavac-Butantan (30,3%) e Pfizer-Comirnaty (15,3%).

Em procedimentos de segunda injeção, ainda prevalece a Coronavac (64,4%), tendo na vice-liderança estadual o imunizante de Oxford (33,7%) e em terceiro lugar a Pfizer (2%).

No caso específico da Janssen, as aplicações – iniciadas no dia 26 de junho – já contemplaram 279.772 gaúchos. A informação consta na base de dados da Secretaria Estadual da Saúde, atualizada diariamente por meio das redes sociais e de link específico no site estado.rs.gov.br.

Os dados, apurados na noite desta quarta-feira (21), constam na plataforma de monitoramento da Secretaria Estadual da Saúde (SES), atualizada diariamente e que pode ser consultada nas redes sociais e também no site oficial vacina.saude.rs.gov.br.

Novo lote

A Secretaria Estadual da Saúde distribuiu nesta quarta-feira, por via terrestre, mais de 340 mil doses de vacinas contra o coronavírus para as 497 prefeituras gaúchas.

Trata-se da nova remessa desembarcada nesta semana no Rio Grande do Sul e cujo repasse das cotas proporcionais para cada município é feito pelas 18 Coordenadorias Regionais de Saúde (CRS).

Compõem esse lote 264.030 unidades do imunizante de Oxford-Astrazeneca (185.920 para primeira injeção e 78.110 para a segunda), 36.108 da Pfizer e 40.600 de Coronavac (todas para primeira dose).

No caso das ampolas de Oxford e Coronavac, a destinação tem por objetivo ampliar a faixa etária da campanha nos municípios, não contemplando nesse envio as 29 cidades de fronteira com o Uruguai e a Argentina que haviam recebido doses na semana passada.

Essa antecipação teve por objetivo acelerar a imunização dos habitantes locais, diante do risco de ingresso de novas variantes do coronavírus.

O Sul

Nenhum comentário:

Postar um comentário